sábado, 29 de janeiro de 2011

Minha primeira Gaynor



Sim, ballerinas! Eu ganhei, na semana no Fashion Rio, a sapatilha *sonho de consumo* de todas nós: uma Gaynor Minden. Quem me deu esse presente incrível foi a querida amiga, blogueira e bailarina profissional, Carol, do Alfinetes de Morango (blog fofo, com uma loja virtual cheia de coisas lindas, merece a visita!). Eu fiquei boba, nem preciso dizer, né? Ela disse que comprou a sapatilha sem fazer o famoso fitting que a marca oferece na loja, porque a fila estava enorme. Usou a sapatilha duas vezes e viu que realmente, estava muito apertada. Então, há um tempo atrás, Carol visitou meu blog e disse "você tem que trocar de sapatilha". Ok, claro! - pensei. Vindo de uma expert no assunto, como vou retrucar, né? Até que, quando nos encontramos no Rio, veio a surpresa!

Mas antes de continuar, uma breve apresentação:


A loja da Gaynor fica em Nova York, mas a sapatilha pode ser adquirida através de vários sites, inclusive nacionais. Ela é, (junto com a Freed, de Londres) a queridinha das sapatilhas porque sua tecnologia (que é patenteada) permite mais conforto e menos lesões. As sapatilhas são feitas de elastômero (espécie de "elástico" que se adapta ao pé e acompanha seus movimentos). Não se "quebra" (odeio esse termo, rs) uma Gaynor! O elastômero pode ser moldado aos pés da bailarina quando aquecido por um secador. Incrível, né? "Além disso, há uma série de outras vantagens. É uma sapatilha mais silenciosa, conferindo maior leveza à performance no palco. Não há modelos pré-fabricados, pois cada medida do pé é considerada, com um total de 2.591 modelos individuais disponíveis. Possui maior durabilidade e é uma sapatilha visualmente mais delicada." (trecho de um post da Thais, do Ponta Perfeita, sobre a Gaynor)

Caso você queira comprar uma Gaynor (ela é bem carinha, devo ressaltar), o ideal é fazer o fitting, que é feito na loja, onde medem a altura e largura do seu pé, para saber o tamanho do box, por exemplo, dentre outras coisas. Comprando online também é possível, já que a marca disponibiliza no site oficial todo um sistema para isso (no Ponta Perfeita, inclusive, há um post ótimo sobre isso! Google it!).


Bem, no meu caso, como foi um presente, não fiz meu fitting. Mas a sapatilha é do tamanho do meu pé e a Carol sabia disso, claro. Não dá para usar ponteira, mas ela me explicou que não se usa qualquer ponteira numa Gaynor. A marca produz uma ponteira, vendida online ou nas lojas, que é beeeeem fininha. Por enquanto, usarei somente os esparadrapos. A única coisa chata é que o dedão do meu pé esquerdo (que é mais torto) está sendo massacrado. Lendo este tutorial sobre como moldar uma Gaynor, parece que posso aumenta-la... Ainda não entendi direito e confesso que estou com muito medo de fazer esse negócio do secador, mas não custa tentar, né?


detalhe para o elástico, que fica na lateral.


fotos: Bark :)

Eu pesquisei aqui:

http://pontaperfeita.wordpress.com/
http://bailarinadecorpoealma.blogspot.com
http://www.pontafirme.com.br/gaynor_html/Moldando.htm

mais respostas

Oi, meninas!

Esse post é somente para responder mais uma pergunta que me fizeram. Tenho recebido bastante comentários com dúvidas e responderei todos com o maior prazer, claro. Mas preciso ressaltar que não sou profissional. Todo o meu "conhecimento" veio de pesquisas por aí. ;)


A pergunta da Silene: Eu tenho um peito de pé enooorme mas nao consigo mostra-lo na ponta, nao tenho força tanto nao consigo forçar para a frente piso mais na parte de trás da ponta. Eu uso a Partner 180 e estava pensando em comprar a Toshie mas por conta dessa falta de força fico com medo, ela é mais dura que a Partner? Ela valoriza o colo do pé? E por ela ser em "V" vai aumentar as chances de eu ter joanete?
Oi, Silene. Primeiro, acho que você deveria pergunta isso tudo para a sua professora. Não tenha medo! Ela é a pessoa que mais conhece seus pés, depois de você. Segundo, não acho que sua maior preocupação deve ser "mostrar o peito do pé". Como você mesma disse, ele não tem força ainda. Preocupe-se em fazer exercícios para fortalece-lo antes. E a ponta, definitivamente, não deve ser escolhida com a função de enfatizar o peito do pé. Ela deve ser escolhida pensando em dar mais conforto e causar menos dor para o seus pés. E sim, a Toshie é bem mais dura, pois é para bailarinas profissionais. O meu pé é forte e eu consegui amolecer a Toshie e dançar bem com ela, mas depois de muitos meses sofrendo de dor. (risos)
Pontas + joanetes: Esse post da querida Thais, do Ponta Perfeita, explica tudo a respeito de "problemas anatômicos". ;)

Um beijo,
Carol

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

a nova escola

Bem, minhas leitoras, acho que encontrei uma nova escola de ballet.

Não está 100% certo ainda, mas quero muito gostar de lá. O estúdio Mônica Maia foi indicação de uma prima de 2o grau que mora aqui em Brasília. Eu gostei da sugestão porque fica muito perto de onde vai ser meu estúdio de fotografia. O horário da aula também é ótimo: 19h. Não gostei de ser uma turma de adulto, confesso. Mas, a Mônica herself me disse que a turma já está há seis meses na ponta, e que é séria, quer progredir mesmo. Eu expliquei minha situação e disse que era praticamente uma nerd e que não gostaria de ficar numa turma que "não anda pra frente". Ela me explicou que há uma outra turma para adultos, mais lenta, aos Sábados. Ok... Minha primeira aula será Segunda-feira. Estou animada!!! Finalmente, voltando ao ballet. E vai ser bom entrar numa turma que está um pouco atrasada em comparação ao que eu estava aprendendo. Eu estou há quase um ano nas pontas e já faço exercício no centro há meses e elas estão começando agora. Assim, posso voltar aos meu ritmo aos poucos... :)


Respondendo a pergunta da Steph:
Sim, Steph, tenho joanetes (não muito enooormes, mas tenho). Joanetes só atrapalham nas pontas se você não escolher o modelo certo. Geralmente, as mais largas são as mais confortáveis pra gente. Então, nada de ponta em V, que vai afunilando... ;)

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

perguntas e respostas

Antes de começar, queria dizer que fiz um breve post, relacionando o desfile da Maria Bonita Extra (li nos comentários que vocês sentiram falta de eu postar sobre aqui) lá no meu outro blog (o de moda). Para ler, clique aqui.



Agora, vamos às respostas. Recebi perguntas nos comentários e há tempos queria separar um post só pra isso. Peço desculpas por demorar, mas como todos sabem, acabei de mudar do Rio de Janeiro para Brasília...

1- Kelly:
Eu gostaria de pedir um conselho. Vou fazer uma festa de 15 anos e o tema é o Swan Lake. Gostaria de fazer alguma reprodução de algum ato do ballet,eu já assisti mas estou insegura sobre qual escolher, porque eu sou inciante na ponta e acho melhor caso se eu for fazer, fazer em meia ponta. Poderiam me ajudar a escolher qual parte seria mais aconselhavel? Oi, Kelly. Pra começar, é claaaaro que você vai ter um vestido preto de Odile, e um branco de Odete, né?? haha *Adoro*. Olha, sendo iniciante, eu sinceramente não indico que você dance nenhum dos atos. O Lago é um ballet extremamente complicado de se dançar e exige muita técnica... Ficaria somente com a inspiração e o tema para a festa mesmo... Que já é super original!

2- Y: Queria fazer uma consulta, onde você normalmente comprar roupa de ballet? Tem alguma loja especializada? Por favor aconselhe. Y. Oi, Y. Olha, nunca comprei pela internet, não por medo, mas por ter sempre lojas de ballet perto de mim mesmo... Por isso, prefiro não indicar lojas online. A Cássia deve saber indicar melhor do que eu... Costumava comprar algumas coisas no centro da cidade, na loja Caçula, no Rio de Janeiro. Também tem uma ótima na Tijuca, no Shopping 126... Acho que era esse o número. Na Praça Sães Peña. Também tem uma loja ótima da Ana Botadogo, em Copacabana, e uma no Shopping Via Parque, na Barra da Tijuca.

Caso eu tenha deixado passar alguma, por favor, avisem, viu??

Um beijo!
Em breve, um post sobre a minha *Gaynor*! yaaaay

sábado, 15 de janeiro de 2011

ballet army

Hoje estive no Fashion Rio (assim como durante toda essa semana) cobrindo o evento para a minha revista, a Lagarta. As marcas estão apresentando suas coleções de inverno 2011.
Quase não entrei no desfile da New Order. Ainda bem que consegui. Adivinha o tema?







Pela primeira vez, vi essa coisa de ballet misturado com o exército, fazendo um contraponto à sutileza e ao "mulherzinha". A girl da New Order é uma bailarina batalhadora, no palco e na vida. E eu adorei. Há também, nessa coleção, uma coisa meio make love, not war no ar.

Estou postando rápido por estar sem tempo essa semana.
Tem mais fotos deste e de outros desfiles no meu flickr.
Se quiserem usar, fiquem a vontade, mas por favor, coloquem o crédito ;)

Beijo!

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Atenção para o plágio!

O que você deve fazer para não desrespeitar e/ou PLAGIAR um blog:

1- ASPAS quando estiver citando um post. Exemplo:

"Hoje, a Thaís, do Ponta Perfeita, contou no Twitter que teve seu blog plagiado. Chegou a minha vez de contar para todo mundo.

Antes de migrar para o WordPress, a Thaís mantinha o seu blog no Blogger. Com isso, ela apagou o domínio antigo. A Mari resolveu recriá-lo. Com o mesmo nome. Com a mesma ideia. Apenas isso já seria o suficiente para ficarmos irritadas, mas não seria ilegal. A questão é que ela simplesmente reproduziu textos inteiros, originalmente feitos pela Thaís, sem citar a fonte. Também reproduziu de outro blog, criado pela Isabela.
O nome disso? Plágio. O que é isso? Crime, com punição prevista de acordo com a Lei de Direitos Autorais."

2-CRÉDITOS: Cássia Pires
3- FONTE E LINK: Blog Dos Passos da Bailarina

Aprendeu? Tenham cuidado, meninas. A internet parece um mundo "livre", mas não é. Toda imagem ou texto devem ser devidamente creditados, ok? Não é só porque está disponível, que é seu.

Esses blogs plagiaram posts. Ajudem a divulgar:

Ponta perfeita fake
Escrevendo com os pés

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Black Swan



Sim, eu já assisti ao filme! Antes que comecem a julgar (se é que alguém ainda julga essas coisas) eu baixei porque simplesmente é impossível esperar até Fevereiro para ver um filme tão comentado, inclusive por tantas pessoas que também baixaram (porque, mais uma vez, é ridículo termos que esperar nosso país tupiniquim estrear filmes dois meses depois! No mundo de hoje, francamente!)
Estava ansiosa não só como bailarina, mas como fashionista também, afinal, o figurino d'O Lago dos Cisnes é todo feito pelas irmãs Laura e Kate Mulleavy, da Rodarte (grife que eu adoro!)

Desde que vi o cartaz e o trailler de Black Swan pela primeira vez, fiquei doida de ansiedade e até produzi, ou melhor, modelei um editorial neste tema para aLagarta, intitulado de Odile. Lembram? Postei aqui.

O filme lançou em Dezembro nos EUA e Natalie Portman voltou às capas de revista, inclusive na mais famosa e lida de todas, a VOGUE Americana (deste mês, inclusive postei sobre recentemente aqui). Eu comprei, claro, e separei alguns trechos e fatos interessantes. Eu estava curiosíssima para saber como foi toda a preparação e descobri que a linda já fez anos de ballet quando era mais nova. "Duas horas por dia depois da escola, cinco horas aos Sábados." Natalie disse que, quando começou a atuar (ainda adolescente), ela teve que reduzir a carga horária e acabou perdendo seu lugar numa turma de nível mais avançado e por isso, decidiu parar. (Descobri que a atriz também é vegetariana e isso me deixou imensamente feliz) Natalie começou a se preparar um ano antes das filmagens começarem. No início, a carga horária era duas horas por dia. Com o tempo, foi aumentando para 5 horas e no fim, ela treinava oito horas por dia (!), em função das coreografias. "Como muitas bailarinas, ela sobreviveu por causa do café e do ibuprofeno, e dormia 5 horas por dia" - comenta a matéria da VOGUE. "A discpiplina foi boa para o papel. Doía muito, seu corpo fica doendo constantemente" - disse Natalie.

O papel de Nina (nome da personagem no filme) é consideraro o mais ousado de Natalie até então. E é bem capaz da atriz levar um Oscar pra casa. Eu tô na torcida!

Confesso que gostaria muito de ter esperado para ver o filme no cinema, como o mesmo merece ser visto. Eu quero ver novamente com mais calma e conforto, pois uma tela de computador tira metade do brilho, do impacto e da beleza. Mas já posso dizer que amei a história. Black Swan retrata muito bem a pressão que a maioria das primeiras bailarinas de uma companhia têm de aguentar. É um baque psicológico muito cruel e, no caso de Nina, ela não aguenta e acaba se transformando realmente em um cisne negro, ou em seu alter ego (não estraguei nada, viu? Isso fica claro no trailler). Não tem por que não assistir!

Quem quiser baixar: eu uso o programa BitComet, que faz downloads de torrents. Vocês podem encontrá-lo em sites como o Super Downloads. Para procurar o torrent do filme, digitei "black swan torrent" no Google e cliquei logo no primeiro que apareceu. Ah, sim: não vejo filmes com legenda (não por ser metida, nem nada. haha É que não sei colocar legenda e entendo bem o inglês)... Esse link que indiquei é sem legenda. Para encontrar legendado, só adicionar essa mesma palavra na busca. It should be easy.

Retrospectiva Meia Ponta e Feliz 2011!

Ballerinas, queridas!

Finalmente estou de férias e pude passar aqui com calma para desejar um 2011 maravilhoso e com muita dança para todas!
Esse blog já me fez muito feliz e me deu forças nas horas mais frustrantes. É um queridinho e me sinto muito mal em deixa-lo parado, às vezes. Mas prometo que, ao chegar em Brasília (dia 19 de Janeiro) começarei a postar minha nova aventura: a busca por uma escola que aceite uma aluna adulta... sem ser em uma turma adulta. ;)

Queria aproveitar para fazer uma retrospectiva do Meia Ponta. Eu finalmente achei as estatísticas do blogspot (vergonha rs)

Posts mais visitados:

1-Dicionário de ballet
2-A primeira Sapatilha de ponta
3-Sapatilhas de meia ponta

Origem das visitas:
1-Blog Dos Passos da Bailarina (êee, Cassinha!)
2-Busca no Google
3-Blogs amigos (obrigada, ballerinas!)

Média de visitas por mês: 8.150 (!!! issa!)

Agradeço a todos vocês por um ano incrível, de comentários cheios de carinho, palavras de confiança e otimistmo. Estaremos juntos em mais uma etapa, em 2011.