quinta-feira, 16 de julho de 2009

Alina Cojocaru

Procurando vídeos de ensaios no youtube (adoro ver ensaios!), descobri essa bailarina. Não tinha ouvido falar dela até essa semana, mas me apaixonei pelo seu estilo! Já dançou Don Quixote, A Bela Adormecida, Gisele, dentre outros, como primeira bailarina, pelo Royal Ballet.
Alina Cojocaru nasceu na Romênia e ganhou uma bolsa de estudos na Royal por seis meses, depois de ganhar a competição mundial de ballet, Prix de Lausanne. Acredito que esse seja o vídeo desta competição. Pasmei com a coreografia e a performance dela, que tinha apenas 15 anos!


Ensaiando Sleepy Beauty:






Site oficial: http://www.alinacojocaru.com/

terça-feira, 14 de julho de 2009

vídeos da apresentação:


domingo, 12 de julho de 2009

minha primeira apresentação

Foi na Quinta-feira que minha garganta começou a avisar que uma gripe estava chegando. Na Sexta ensaiaríamos pela última vez antes do espetáculo. A gripe veio mesmo, fiquei com 38 de febre, na cama. Não precisava tanto daquele último ensaio, pois me dediquei bastante e tinha a coreografia toda na cabeça. Queria treinar o que a professora havia me pedido: presença, sorriso, cabeça pra cima! Mas não deu para ir. "Amanhã eu melhoro", pensei. No dia seguinte, não estava mais com febre, mas ainda estava gripada e... com dor de barriga? Fiquei o dia e a noite inteiros de Sábado indo ao banheiro! Fiquei preocupada, pois minha apresentação seria no dia seguinte! Não melhorei. Dançei com nariz escorrendo, dor de cabeça e medo de sentir dor de barriga no meio da música. Mas dançei. Linda, sorridente e não errei nada! Minha amiga Tati - quem faz as produções e as maquiagens do estúdio e fez a minha para hoje! - disse que isso foi boicote do meu subconsciente; que quando ela fazia teatro sempre adoecia antes da estréia. Será? Eu não estava preocupada com a apresentação, mas sim por estar doente!

Esperei tanto por esse dia que ele passou mais rápido do que esperava. E olha que dançei em duas sessões! Tudo aconteceu da maneira contrária, como uma ironia. A luz estava ruim para o Bark fotografar logo na minha dança! Mas o mais importante deu certo: nossa turma no palco. E depois desse longo dia, pensei que isso era tudo que importava.

Achei ballet tão mais fácil que street. Senti-me muito mais leve no palco. Não sei se é porque estou amando, ou se porque o street era tão frenético e rápido que não dava tempo de pensar no próximo movimento. Tudo tinha que estar no automático e eu tinha muito mais medo de errar.

Minha pirueta saiu certa. Disso eu tenho certeza. E eu não errei nenhuma sequência. Mas a adrenalina era tanta e eu estava tão focada na minha presença que a única coisa que me lembro é do público escuro e uma luz amarela na direção de meus olhos. Como se tivesse acontecido há anos atrás.

Dançei Moon River, trilha de Breakfast at Tiffany's. Homenageei minha ídola, Aurdey Hepburn, com muito orgulho. Ela foi bailarina, grande atriz e a diva mais diva de todas, pois morreu com classe e não se drogando, ou infeliz.





segunda-feira, 6 de julho de 2009

audrey hepburn

Todo mundo sabe que eu amo a Audrey Hepburn. Mas o que as pessoas não sabem é que, antes de ser atriz, ela foi bailarina clássica! Desistiu porque uma professora disse que ela não tinha o necessário para ser uma grande bailarina.







Uma amiga me mandou essas fotos lindas dela ensaiando, provavelmente para o filme Funny Face, no qual contracenou com Fred Astaire! Vale a pena ver! Tem maravilhosas sequências de dança, como essa: