quarta-feira, 18 de março de 2009

introdução

Meu nome é Carolina Lancelloti, tenho 21 anos, sou formada em moda e tenho um estúdio de fotografia em sociedade com meu namorado, o Bark Studio. Sou bailarina de primeira viagem. Tive como inspiração o blog da Cássia, Dos Passos da Bailarina. Adorei achar um blog cheio de informação, vídeos, bom-humor, layout bonito e atualizações frequentes sobre ballet adulto.
O intuito do meu blog é guardar informações, imagens e vídeos que eu achar legais e fazer um diário da minha vida de bailarina.

(A intro é longa, mas resumi o máximo que pude!)

Acho que sou a única garota que conheço que não fez ballet na infância. Fiz ginástica olímpica. Sempre gostei de artes em geral. Já quis ser cantora, ilustradora, escritora, estilista... Desde criança amo dançar e sou apaixonada por musicais, de Disney à Broadway. Aos 11 anos fiz minha primeira aula de jazz. Era um jazz meio fajuto, no Municipal da Tijuca, mas eu gostava. Antes da minha aula de jazz, ficava observando as meninas de ballet. Achava lindo, mas me julgava muito velha para fazer!(Não sei por que existia essa mentalidade de que ballet só se começava aos 5, 6 anos de idade) Um tempo depois, encontrei minha felicidade no street dance. Fiz por três anos, era a melhor aluna, ficava na frente nas apresentações e minha cabeça se fechou para aquelas bailarinas que passavam lindas na minha frente. Quando fiz 15 anos decidi que queria fazer todas as danças, inclusive o ballet. Mas minha mãe se recusou a pagar e eu acabei ficando com o street, e o abandonando logo depois.

Passei anos lutando contra os quilinhos a mais. Fiz natação, academia, vôlei... mas nada me deixava realmente feliz. Decidi então voltar a dançar. O ballet sempre me causava um estranho tipo de identificação, como se eu já tivesse dançado em outra vida. Olhava algum vídeo ou foto e o coração pedia alguma coisa... Decidi então que minha resolução do ano novo de 2007 para 2008 seria entrar para uma aula de ballet adulto (já que estava na ´moda´ mesmo...) Não consegui pagar. A resolução foi esquecida até ver o filme O Curioso Caso de Benjamin Button no cinema. As cenas de Daisy me despertaram e ouvi o ballet me chamando de novo. Fiz minhas contas e vi que poderia começar a pagar as aulas. Na semana seguinte, entrei para uma turma iniciante na N.A.C Dance. Foi paixão ao primeiro plié.

Depois de duas semanas, feliz e contente, pesquisando na internet vídeos, nomes, etc, meu estúdio foi contratado para fotografar o programa Palco MPB da MPBfm toda Segunda à noite, na hora do meu ballet. Estava adorando minha professora, a turma vazia, a escola, que era perto de casa... Conversei com a profa. e fizemos um acordo: talvez em Abril ela inclua aula na Sexta-feira, caso entre mais gente. Por enquanto, eu farei dois dias de jazz para iniciante e um dia de ballet. Ela disse que o jazz tem excercícios muito parecidos com o ballet. Tem até barra - o que eu nunca imaginaria! Topei. Caso eu não goste de jeito nenhum do jazz, mesmo que não entre mais gente na turma em Abril, ela abre Sexta-feira pra mim, pois gostou da minha dedicação e "não quer me perder como aluna". Também me ofereci para ajudar a montar os figurinos das apresentações - o que antes era tarefa dela sozinha - e meu estúdio deve ser chamado para fotografar as mesmas! Melhor impossível!

Acho que entrar no ballet com a minha idade me deu uma disciplina que eu não teria mais nova. Com certeza faltaria aulas, ficaria de saco cheio. Hoje, se falto uma aula, fico triste! É porque é uma escolha, de corpo e alma. E é uma conquista, pois eu que proporcionei isso para mim mesma.

Finalizando...
Amanhã farei minha primeira aula de jazz e volto aqui para contar.

Sejam bem-vindos ao Meia Ponta!

14 comentários:

Cubo . disse...

oh, carol!

adorei essa sua iniciativa e segurança em começar enquanto alguns param.
vá em frente, moça!
tudo que você faz tende a virar sucesso, tens a alma iluminada, só transmite coisas boas e merece só recebê-las também.

te admiro, linda!

Amanda Cubo.

Cambaleando disse...

Carol! Achei mto linda a sua iniciativa! Eu sempre tive paixão por dança e tenho muita vontade de voltar a dançar, mas é realmente tudo muito caro por aqui, longe e quando dá a faculdade consome todo o meu tempo. Mas assim que der eu corro pra uma dança contemporânea da vida e voilá!

beijos amore, companheira de aulas de jazz! hahahaahaha

Cássia disse...

Agora você conhece outra garota que não fez ballet na infância. ;o) Eu fiz duas aulas de jazz só, em outra outra escola, e onde estou dancei uma coreografia de jazz porque as meninas começaram a desistir. Não é a minha praia. O meu amor mesmo é pelo ballet. E você tem toda razão, quando é uma escolha é diferente. Nós vamos porque queremos. Somos bailarinas por amor e por escolha, não é?

E acredita que eu ainda não vi O curioso caso de Benjamin Button?

Grande beijo.

Stephanie disse...

Ooi Carol! Adorei a iniciativa do blog! Comecei o ballet há 2 semanas e também estou amando! Fiz ballet quando pequena então concordo com você quando diz que mais velhas estamos mais maduras e nos dedicamos com mais seriedade à arte.
Já favoritei seu blog aqui! Vou comentar sempre! =)
beijoss

Karen disse...

Poxa gata que bom que vc se encontrou em mais uma arte! O que para nós, nunca é demais! Espero um dia te ver dando piruetas por aí!!! Beijos
ps: sou eu karen ta! =]

Petite Jolie disse...

Puxa Carol!! Também senti a mesma coisa quando voltei ao ballet no conservatório brasileiro de dança! Ballet é mais que uma dança,é um estilo de vida e de encontro com a alma! Eu fiz quase um ano, me dediquei um bocado,mas tive que parar por falta de grana pra bancar =/ Mas eu realmente me encontrei naquela época.. um dia espero poder voltar!
Desejo de coraçao que você com seu empenho tenha mais essa conquista!
Continuo amando vocês =]
bjo

Taíssa disse...

Oi!! Sou da comunidade Ballet adulto, vi seu post lá e vim conferir seu blog! Adorei, continue postando!
Vc é do rio? onde pe essa academia de dança q vc faZ?!
beijos

Ana Ferreira disse...

Olá,

agora são três gurias que não fizeram ballet na infância. Sou apaixonada pela dança desde que nasci, comecei jazz aos 9 anos, mas parei 2 anos depois porque as condições financeiras não permitiam continuar. Comecei o ballet com 22 feliz e contente. Quero progredir o máximo que puder... Vi seu blog e resolvi criar o meu... Também quero incentivar as pessoas a dançar...

Luiza disse...

Ai que bom ter encontrdo um blog assim! tenho 21 anos e comecei minha primeira aula de Ballet hoje, estou experimentando o Jazz tbm, mas n tem jeito meu negócio é o ballet mesmo! cheguei a fazer balet na infância mas nem lembro mais! e era uma coisa meio fajuta tbm! foi um incentivo ler seu post, já tava me achando velha tbm pra começar a bailar! hheueuh

Marina disse...

Me identifiquei profundamnte com vc até me arrepiei a ler o post. Também nunca fiz balé qnd criança, pois meus pais achavam que eu e meu irmão qnd fóssemos maiores e tivessemos mais discernimento deveriamos escolher o que´íamos fazer de esporte e outras atividades extras...qnd tava cm 14 anos comecei a fazer jazz e acabei descobrindo que amava dança em especial o balé, sempre fui excelente aluna..mas depois de um tmpo tive que abandonar a dança... hj tenho 22 anos, sou nutricionista formada e prestes a voltar o balé.. e blogs como o seu tem me animado cada vez mais! boa sorte em tudo: no blog, no studio e no ballet .:D
Beijos,
Marina

Anônimo disse...

oh não vejo a hora de começar minhas aulas,um poquinho tarde tbm,tenho 16 anos,e fico feliz de saber que existe outra pessoa no mundo que sente o ballet "chamar",q lindo adorei sua história,naty

flor de lótus disse...

Tenho 28 anos e nunca fiz ballet em criança, e também fui vendo aqui e ali um fascínio com o ballet. Cresci e quando consegui juntar o pagar o ballet com ter tempo, aqui vou eu amanha para a minha segunda aula. A primeira com tanto nome foi o que me fez vir aqui parar. Obrigada pelo dicionário =) fiquei fã do blog.

Tainã disse...

Adorei eu blog, e o encontrei através do dospassosdabailarina. Quero ler todos os posts!

Maria Eduarda Souza disse...

Oi Carol ! Bom Eu tenho Treze anos , Desde pequena sempre quis fazer Ballet , mas minha mãe nunca pode pagar , no inicio deste ano de 2013 , eu entrei pra uma Cia de Dança , minha professora ficou chocada com a minha flexibilidade , pois muitas meninas da minha idade que nunca fizeram ballet antes não a flexibilidade que eu tive quando entrei , lá tinha uma caixa com sapatilhas e tinha uma de ponta , pedi minha professora para por para ver como era a sensação, ela deixou , quando eu subi tive a certeza de que era exatamente aquilo que eu queria , ela disse que eu ficava na ponta perfeitamente , me passou até uns exercícios basicos ,ela me pediu para esperar mais alguns meses para entrar na ponta , agora refletindo , eu sempre tive a bestagem de que para ser uma grande Bailarina precisava-se ter aulas desde cedo , se algo em mim não tivesse para seguir meu coração , eu não estaria onde estou , segue seus sonhos pois idade são apenas numeros , nunca é tarde de mais ;**
xoxoxo