segunda-feira, 13 de abril de 2015

A escolha de um solo

Sarah Lamb como Princesa Florine, em A Bela Adormecida 

E finalmente chegou a minha vez de dançar um solo. Acho que a ficha ainda não caiu... rs Estou muito feliz em poder dividir essa notícia com vocês, minhas amigas leitoras, queridas ballerinas, que sempre acompanharam meus dramas, desafios e pequenas vitórias. :)

A decisão de eu dançar um solo não foi por preferência. rs Mas sim porque eu, Reginaldo e Ana somos os 3 alunos de uma turma de 7 que mais comparecem às aulas. Muitas vezes, somos os únicos que comparecem. Não por desinteresse das outras alunas, mas porque suas vidas estão complicadas e não conseguem dar conta de ir – e eu sei bem o que é isso... Felizmente, esse ano eu estou conseguindo ser bem aplicada e minha professora resolveu dar um solo de presente para nós três, visto que não vai conseguir montar uma coreografia pra uma turma. And it gets better: nós podemos escolher o solo.

Se vocês acompanham esse blog desde o início, já sabem qual é o meu tão sonhado, certo? rs

A variação da princesa Florine | A Bela Adormecida:


Eu uma vez postei sobre a variação do Cupido (de Don Quixote) vs a variação da Florine (de A Bela Adormecida) por aqui e o post gerou opiniões divididas a respeito de qual seria a mais fácil de dançar. Infelizmente, o vídeo com a Sarah Lamb foi retirado do ar e não o encontrei no perfil do Royal Opera House. Porém, encontrei esse, com a Yuhui Choe, dançando a mesma variação que tanto amo. 

Eu não sei exatamente quando minha fascinação por esse solo surgiu. Afnal, ele nem é um dos mais famosos... Mas eu simplesmente amo sua delicadeza, simplicidade e graça. A Bela Adormecida é um dos meus ballets favoritos e logo quando comecei a dançar, esse foi um dos primeiros que assisti. Talvez por isso seja tão querido na minha memória.

Eu sempre tive certa preferência pelo Royal Ballet, de Londres, suas montagens e bailarinas: Alina Cojocaru, Marianela Núñez, Sarah Lamb... E por isso, prefiro essa variação acima, que já decorei na minha mente faz alguns anos... Mas existem outras, como essa abaixo, tão bonitas quanto:



A minha professora disse para pesquisarmos e sugeriu também algumas opções, como A morte do Cisne. Bem mais dramática, ela requer uma boa interpretação. A interpretação é praticamente metade do solo, não é mesmo? Mas esse não é o meu forte.


A morte do cisne:
 

A verdade é que o pássaro azul e Florine já conquistaram meu coração e eu espero anos pra poder me aventurar nesse solo. Não só por isso: ele também é um pouco mais fácil de se executar do que outros que assisti. Ainda não consigo dar mais de um giro ou pirueta direto e a variação da princesa Florine contém alguns passos que, com bastante ensaio, eu consigo fazer, pois já são meus pontos fortes nas aulas. Afinal, não adianta ir com muita sede ao pote e cometer a loucura de escolher um solo cheio de passos que não vou conseguir aprender a tempo do meio do ano. É melhor optar pelo mais simples e dançar lindamente, certo?

Por exemplo, essas lindas fadinhas frenéticas. rs Eu não tenho técnica ainda pra elas:

 

Pois bem, está escolhido! Princesa Florine it is. Já estava escolhido desde que comecei a dançar. Esse solo é o meu solo e vou consegui! Vocês vão acompanhar tudo, prometo. 

E quanto a vocês? Me contem seus solos dos sonhos!

9 comentários:

Gisele Prudencio disse...

Olá Carol!
Acompanho seu blog a um tempo, mas comento bem pouco (ou quase nda)...mesmo sendo seus texto tão "meus" as vezes...rs

E que alegria ler essa notícia!
Pra alguns parece algo tão besta né? Mas pra gente que vive brigando com a vida agitada, que as vezes trabalha 12 hras e tem q tirar forças do fio de cabelo pra aguentar mais 1:30h de aula. Nossa que vitória!!!

O primeiro solo é algo incrível (pelo menos foi pra mim!) que vai te expor e te auto provar o quanto vc é capaz e o quanto tda luta vale a pena! <3

O meu veio depois de 15 anos de dança... Infelizmente não "nasci pra isso", vim ao mundo só com a paixão e a vontade...HAHUAHA
E ele veio aos trancos e barrancos meio a contra gosto da direção, mas com mta paciência da minha professora, que era ali a única que acreditava em mim...

Dancei uma adaptação de Nikiya, que veio me mostrar, mesmo depois de Deus e o mundo dizer que "eu não sirvo pro ballet", que é possível sim!

Foi a realização de um sonho! foi a auto provação que eu precisava pra continuar lutando. Foi pra mostrar que 15 anos de dedicação não foram a toa, que eu não estou "velha d+ pra isso" e que toda luta e suor valem a pena!

Espero q seja pra vc, tdo isso que foi pra mim.

(Mas ainda tenho o sonho de dançar paysant um dia...rs <3 )

Julimel disse...

Olá Carol, tudo bem?

Se tem uma tarefa difícil pra eu escolher é o solo que eu gostaria de dançar primeiro!!! São tantos os que amo que daria uma gala para serem apresentados... Uma característica minha é que muitas vezes escolho uma coreografia pela música, e não pela dança em si, e pra mim elas tem que se complementar. Não tenho ordem de preferência, mas alguns dos que desejo dançar são esses:

- Variação de Manu, La Bayadère: Na realidade, um demi-solo, mas que eu acho uma graça! A bailarina em questão dança com um vaso na cabeça e interage com duas bailarinas menores. A música não me sai da cabeça...
https://www.youtube.com/watch?v=JGbaYzyAbsQ

- Variação da Oração, Coppélia: A música é lindíssima e a coreografia lenta, exige muita força, mas em contrapartida tem passos bem simples. Amo eterno por ela <3
https://www.youtube.com/watch?v=4FXHehi7jvo

- Variação do Cupido, Don Quixote: Amo o cupido da montagem do American Ballet Theatre! Uma música alegre e bem rapidinha, sonho em ter agilidade pra dançar como a Cheryl Yeager!
https://www.youtube.com/watch?v=XNLGh4u3NfM

- Variação da Fada Violente, A Bela Adormecida: Também conhecida como Fada dos Dedos, amo essa música enérgica e vibrante!
https://www.youtube.com/watch?v=Ej15ox6cJAI

- Variação de Paquita, Paquita: das infinitas variações desse repertório, a que mais me encanta é a que a Agnès Letestu dança, com infinitos saltos até não poder mais!!!
https://www.youtube.com/watch?v=DllsmqMRagk

- 1º Variação do Sonho de Raymonda, Raymonda: Eis uma das coreografias que escolhi pela música, que parece aquelas melodias de caixa de música. Super delicada...
https://www.youtube.com/watch?v=qW7FvfOKBCk

- Variação de Esmeralda, Esmeralda: Não, não é aquela variação mega famosa dançada nos festivais, e sim a do 2º ato do repertório. Também com passos simples, música linda, e uma carga dramática que eu vou te contar...
https://www.youtube.com/watch?v=tnCrw0L_gAs

Eu já dancei dois solos, mas não foram exatamente de repertório, e sim baseado neles. O primeiro foi "Era uma vez, uma cigana", inspirado no universo do ballet Paquita. A música foi a coda do pas de trois e tinha alguns passos extraídos da coda original.
O segundo solo foi de dança caráter, inspirado na tarantela do ballet Anyuta. Música frenética, rápida, muito alegre!!! Cheguei na coxia quase morta, mas valeu a pena!
E detalhe: os dois solos foram coreografados por mim \o/

Mas meu sonho é poder dançar essas variações que falei, além de outras que aparecerem pelo meio caminho. Quem sabe o que há de acontecer...

Adele disse...

Demais! :) Parabéns pelo solo!! Agora é só destruir :)

Vitória Camelo disse...

Oi, Carol! Eu gosto muito do solo da Fada Açucarada, de O Quebra Nozes. Talvez não seja o mais bonito, mais tenho um fascínio enorme por ele. Gosto também de Alice no país das maravilhas, o espetáculo, mas não decorei nenhum solo em especial. bjo

A Sonhadora disse...

Oi Carol!
Tbm estou procurando um solo pra dançar... achei o da Florine lindo! na verdade meu sonho é dançar Esmeralda... tudo bem... sei que é um solo beeem famosinho que as vezes até cansamos de ver as pessoas dançarem haha... mas da primeira vez que o assisti fiquei tao contagiada que virou sonho!
Mas Carol... fui pesquisar sobre a Princesa Florine e fiquei bem confusa, pois em alguns lugares diz que ela é do ballet "Pássaro azul" e outros que é da "A Bela Adormecida"!
Entao... concordo com voce! Não adianta pegar um solo que vc nao vai conseguir realizar direitinho, que vai ter muitas falhas, só pq o solo é lindo! Acho muito melhor vc pegar um solo mais simples e dançar de verdade... se não fica muito naquela pressao de girar 3 4 piruetas, de subir a perna e etc, e dançar mesmo, que é o principal, nao acontece!
Enfim, boa sorte e sucesso!
Beijinhos!

@tmsusewind disse...

Oi, Carol! Que alegria ler essa sua nova conquista!
Eu dancei um solo de ballet, pela primeira vez, no espetáculo do ano passado. Eu e mais seis meninas, em uma adaptação um pouco diferente de O Quebra-Nozes. Éramos sete fadas, cada uma com seu solo, e eu escolhi a Fada da Prosperidade. Pela música, claro. Tenho fascínio por allegros e tenho dificuldades com adagios, apesar de achar lindo. Talvez por conta da minha raiz vinda do jazz (resolvi ir para o clássico com quase 16 anos, depois de anos no jazz), eu tenho mais facilidade e química com os passos mais rápidos (giros, saltos) e flexibilidade não é meu forte, rs... Foi desafiador pra mim, mas uma experiência incrível! Mesmo sendo uma variação de apenas um minuto, valeu pra minha vida toda! Escolhi a cor da minha fada (laranja, minha cor preferida), pois me passava alegria e força.. e pedi à minha professora que me desafiasse com giros, pois queria mostrar que eu podia fazer e iria me dedicar para fazer bem.
Esse ano infelizmente dei uma pausa no ballet, por causa do ritmo frenético de trabalho + faculdade. Espero retornar em breve e treinar em todas as brechas que eu conseguir até conseguir um horário bom de aulas novamente.

Adoro seu blog, a maneira como escreve, e acompanho suas histórias com muita torcida! Espero que evolua sempre e não desista! Vejo que é dedicada de verdade e ama o que faz, e isso é maravilhoso! Dedique-se bastante e com certeza vai arrasar na sua apresentação. Seria legal acompanharmos os bastidores de sua nova aventura, suas impressões sobre os ensaios, suas superações!! Já deu certo :)

Um beijo!

Thami disse...

Parabéns pelo solo!

Voltei agora ao ballet,após 4 anos parada.Estou com 16 na turma de ballet adulto,esperando ansiosamente o momento em que poderei subir nas pontas e dançar um solo para chamar de meu.Mas enquanto isso,alimento meu sonho buscando competições que aceitam garotas como eu para dançar na meia ponta,mesmo que não tenha alguém para me ensaiar.Fico feliz só por saber que posso participar.Existe um festival de dança que irá realizar-se em junho,e seria um sonho poder dançar nele.Talvez seja um pouco ambicioso da minha parte,mas,as vezes,no ballet é necessário dar-se ao luxo da ambição.

Dou-lhe novamente os parabéns por conseguir o solo,mesmo não a conhecendo fico extremamente feliz por você e,sinceramente,seguirei como exemplo e almejarei cada vez mais o meu tão sonhado solo.

A proposito,também sou apaixonada pelos ballets da Royal e seu método de ensino :p

Beijos!

Aylla disse...

oi Carol! Acompanho seu blo há algum tempo, mas só resolvi comentar agora >.<
Dançar um solo pode ser algo realmente complicado, não é? Eu tenho 13 anos e o meu sonho é dançar a primeira variação de Esmeraldas, que faz parte do ballet Jewels.
Mas, atualmente, me apresento dançando a variação da Fada Candide, de A Bela Adormecida.
Parabéns por ter conseguido seu solo :3

Nayara Eredia disse...

Olá Carol,

Sempre que posso dou uma olhadinha no blog e adoro.
Sou apaixonada por Ballet, descobri minha paixão aos 17 anos depois que ver uma amiga dançar, fiquei fascinada com toda graça e beleza que havia em todos os movimentos. Então comecei a dançar JAZZ, minha academia ainda não tinha aulas de BALLET, e depois de mto olhar fitas de cetim e encher a paciencia da minha professora, resolvi eu mesmo comprar uma sapatilha de ponta e pedir que ela me ensinasse a usar. Foi ai que começou aulas de BALLET na academia onde faço aulas... HEHEHEHEHEHEHEHE!!

No meu primeiro ano, como já usava pontas com a ajuda e mtos exercicios supervisionados pela minha professora de JAZZ, minha professora de BALLET me deu um solo!! Eu dancei o TICO TICO NO FUBÁ tocado totalmente em instrumental, lembro ate hj da sensassão de entrar pela primeira vez no palco e primeira vez como solista.... Foi maravilhoso!!

Hoje tenho 27 anos e estou no 7o ano de BALLET, pq tive que parar um tempinho por causa do trabalho. E o ano que vem indo para o 8o ano deverei escolher um repertorio... Já estou mto ANCIOSAAAAA!! Eu amo CARMEM... Sei que é um BALLEt dificil, mas vou conversar com minha professora e ver se ele irá se adequar a mim e eu a ele. Senão gostaria muito de dançar KITRI!! Amo esses temas Espanhois, tenho uma paixão toda particular, então agora é esperar!!

BOA SORTE PARA TODAS NÓS BALLERINAS!! S2 S2