terça-feira, 8 de julho de 2014

Nova fase nas pontas


Demorou. Demorou bem até eu sentir.

A primeira vez que subi nas pontas na vida, numa Capézio, pensei em desistir (por 5 segundos, mas pensei). Acredito que já contei essa história por aqui. Eu tinha 22 anos e não sabia nada de pontas. 

Depois de um longo período de adaptação e procura, tendo passado pela Toshie da Só Dança (que também me dava uma moída básica nos dedos), ganhei uma Gaynor de presente e tudo mudou. A vida ficou linda outra vez. rs Eu passei a só usar esparadrapo pra proteção e nunca machuquei meus pés com feridas muito feias -- sentia apenas dor muscular do trabalho nas pontas mesmo, ou uma bolha aqui e ali... A Gaynor de fato é a senhora das sapatilhas, mas eu sabia que tava muito bom pra ser verdade... rs

Como faço aulas duas vezes na semana e minha rotina de ensaios se resume a duas apresentações por ano, minha Gaynor dura até hoje. Já bem macia, um pouco gasta, mas ainda segurando firme! Já os meus pés...

Depois de passar pela experiência cansativa de dançar pela primeira vez uma coreografia de ballet de repertório, agora passei a sentir mais dificuldade no nível avançado das aulas em função dos machucados. Eles finalmente vieram me visitar. Antes, só uns calinhos ficavam pra contar história... Agora, o esparadrapo e uma meia que protege o pé já não dão conta. E eu estou começando a ficar muito irritada em perder o equilíbrio de uma pirueta não necessariamente por falta de técnica, mas porque sinto uma unha quebrando, ou um machucado abrindo. 

Tem que ver isso aí... Nunca usei ponteiras e minha Gaynor é do tamanho exato do meu pé. Não dá pra colocar mais muita coisa ali dentro... O que vocês, ballerinas, costumam usar, além da ponteira de silicone? Dividam comigo! :)

Estou começando a considerar aquela de espuma, mais fina... Ver se dá jeito até comprar uma nova Gaynor, feita especialmente pro meu pé e com devido espaço pra proteções extras. Pelo menos, essa data está próxima! Juntei uma graninha depois de muita ralação e, em Outubro, vou para NY, visitar a loja pessoalmente! Já estou agendando minha visita e pode deixar que vai rolar um post super completo sobre tudo isso por aqui.

Até lá, dicas, comentários, palavras de apoio? rs

Beijo!

A foto do post é da marca Free People

7 comentários:

Mariana disse...

Acho que a ponteira de gel, resolveria teu problema! Ela abraça o pé, e é bem fininha! Quem usa, gosta muuuito!
Pois ela não pressiona os dedos como a de silicone. E nem "atrita" como a de espuma!

Acho válido você experimentar!

Naiara Melo disse...

Oii

eu uso a Toshie da Só Dança, me adaptei bem com ela, uso com ponteira de silicone da cappézio que é ótima e recomendo !

Todo mundo que usa Gaynor fala bem dela, bem não, super bem !! to doida com uma também ... haha'

bjo

http://naiamelo.blogspot.com.br/ (Ciranda da Bailarina)

Rafaela disse...

Eu também tenho uma Gaynor e protejo meus pés com a ponteira de silicone. Como eu tenho os pés egípcios, me recomendaram usar sempre essa ponteira para não sobrecarregar tanto o dedão.
A Gaynor é uma ótima sapatilha, mas assim como as outras, ela possui um box duro. Quem não está acostumada, ela machuca também.
Mas, para te ajudar momentaneamente, você pode pegar uma ponteira de silicone ou de gel, cortá-la ao meio e usar cada pedaço na parte da frente do seu pé. Para segurar essa proteção, vc usa a meia. Assim, a sapatilha não fica apertada e você protege os pés.
Quando eu perdi uma das ponteiras de silicone, fiz isso e me ajudou bastante.
Outra solução é usar a dedeira em gel. Elas existem em todos os tamanhos e dá para colocar nos dedos que machucam mais. Eu já usei essas proteções, mas depois de um tempo elas se desgastam e vão ficando finas.
Qdo comprar a nova Gaynor use a ponteira de silicone. Faço aula com elas a dois anos (aula 3x por semana e com o mínimo de 1h30 de duração) e nunca tive um calo!
Espero ter ajudado!

Ila SantaRosa disse...

compre uma ponteira em gel fininha.não sei a marca. a blogueira do Plano B usa, não faço ponta ainda, mas gosto de saber sobre elas e dar dicas legais. beijos listrados!

Marina disse...

Ia fazer a mesma sugestão da Rafaela, de usar meia ponteira de silicone. Nunca usei, mas vi uma colega usando e me interessei, porque ela coloca só por cima dos dedos, não coloca na sola. Deve ser bem melhor para balance e estou com muita vontade de testar.

Viviane Maria disse...

Olá, entre no meu blog de ballet: www.souballet.blogspot.com

Anônimo disse...

Voltei agora para o Balé aos 37 anos fiquei 17 anos parada, ainda estou na meia ponta quem sabe ano que vem rs (já quero começar com a Gaynor kkkkk).
Bom na época que usava ponta não existia ponteira de silicone somente umas de tecido fininha (aff) e eu enrolava pedaços de meia calça velha e era o que melhor funcionava.
Boa sorte.