domingo, 8 de abril de 2012

Disciplina: nada de ponta apoiada!


Há um tempo atrás, postei aqui no blog sobre minha descoberta do ângulo certo para se fazer uma ponta en dehors linda. Até comentei -- não sei se lembram -- que minha professora pintou uma bolinha no calcanhar da sapatilha de cada aluna para que pudéssemos sempre lembrar para onde projetar o pé.

Pois bem. (Vou dar uma volta enorme para chegar no argumento, mas vocês não se importam, né?) Uma coisa tem me incomodado nas últimas aulas. Uma coisa que tenho observado nas minhas companheiras de turma. Mas como não sou a professora, fico calada, é claro, até porque não estou na posição de corrigir ninguém. Mas aqui eu posso escrever, não posso? rs

Como eu não vou me apresentar (de novo) no meio do ano, fico alongando nos últimos minutos de ensaio e observando as meninas. E eu não consigo entender por que ninguém estica as pernas e as pontas da maneira correta! Já começa na fila. Se todas se encaixassem, se concentrassem e esticassem as pontas e pernas antes de dar o primeiro passo, tudo sairia muito mais bonito.

Porque a coreografia começa na coxia e bailarina tem que estar sempre alinhada. Uma das coisas mais importantes que minha professora me ensinou, por exemplo, é que não se deve sair andando de qualquer jeito na diagonal quando completar uma sequência ou um salto, mas sim finaliza-la corretamente.

Eu sou muito observadora e sempre percebia em videos e fotos que as bailarinas estavam encaixadíssimas e com os pés en dehors na maioria das posições "preparatórias" e carreguei isso comigo. Lembrando: O en dehors vem lá do encaixe do quadril, passando pela abertura da coxa, o joelho esticado até chegar nos pés.

E o que acontece com as meninas que não se alinham e não corrigem a postura antes de entrar "em cena"? A ponta fica apoiada no chão. *Pavor* E o en dehors vai pra conchinchina, é claro.

E isso, ballerinas, é o que mais me irrita nessa história toda: uma ponta "apoiada", dobrada no en dedans no chão, amassada e sem firmeza nenhuma. O ballet é tão bonito... e ele depende desses pequenos detalhes para ser bonito, entendam.

Então, resolvi fotografar as minhas pernas fazendo a mesma pose que as meninas da minha turma fazem antes de entrar em cena, uma certa e uma errada. É bem provável que alguém venha me dizer que estou equivocada e que minhas pernas estão absolutamente erradas, por isso, gostaria já de antecipar as críticas e dizer que, sendo construtivas, são bem-vindas.

Na verdade, depois eu reparei que nem fiz direito a pose errada. Deveria ter dobrado mais o joelho e apoiado mais o en dedans no chão, mas é o vício de fazer tudo certinho sempre rs. #nerd
errado

certo

Neste gráfico abaixo, que encontrei num site chamado Terceiro Ato, dá pra perceber a posição correta da perna e dos pés em todos os ângulos:



Moral da história: Estica essa ponta! Moral da história 2: Estica esse joelho e encaixa esse quadril! Pensa na abertura da coxa e no en dehors sem-pre. Ponta apoiada nunca mais!

E nem me façam falar do pé de lavadeira (é como minha professora chama quando apoiamos a ponta no joelho quando fazemos um passé).

9 comentários:

Daniele Santiago disse...

oi carol
concordo com vc... como professora vejo muito isso nas meninas, parece pé de preguiçoso... e vc exemplificou bem, o en dehors começa no quadril e no joelho para depois os pés... isso faz a diferença toda. Tem um livro bem legal para quem quer estudar um pouco mais da anatomia da dança, se chama Ballet Essencial, do Flávio Sampaio. Bjus

Thamy disse...

Também fico agoniada como as meninas não abrem en dehors na hora do pliê. E da para ve na foto que para aonde aponta o joelho na primeira foto e na segunda, a priemria tá na frente e na segunda tá para o lado.

Adorei as dicas e vou sempre me policiar mais, porque embora eu abra en dehors direitinho, acho que deixo o peito de pé meio apoiado no chão as vezes.

Sissy disse...

haha, adorei, é bem assim mesmo...e o pior é que a gente tem que ficar quieta...nem todos levam tão a sério...:/

bjo

Amanda disse...

pé de lavadeira uahuahuahauh pior que é verdade

Laís Costa disse...

Nossa, eu estava precisando ler esse seu post! Minha professora sempre fala "é pra colocar O DEDÃO NO CHÃO, O DEDÃO!" mas sabe quando você fica meio "han". E eu estou no ballet só há um mês... mas eu já tinha reparado que as bailarinas profissionais, até quando estão saindo de cena dão aquela "corridinha" en dehors. Como você disse, esses pequenos detalhes que fazem a beleza do ballet ;)

Geisa Vitte e Amábilly Furtado disse...

Como você falou, o balé é perfeito, e se não nos preocuparmos com os pequenos detaalhes, vai tudo por água abaixo! Ótimo post! ♥

Geovanna... disse...

Gostei do post, minha professora sempre dá essa "bronca" quando a perna está sem en dehors e sem a posição correta encaixe do quadril...
No começo eu achava meio bobagem e muita coisa pra pensar em quanto se está dançando, mas percebi com o tempo que são regras principais, é a mesma coisa de você discordar do teorema de Pitágoras (rs), temos que estar atentas a estas simples regras q fazem toda diferença

Anônimo disse...

Olá meu nome é Victória sou bailarina (apaixonada por ballet) e eu amei seu blog. Parabéns !
Um beijo!

Bailarina Nerd Raivosa disse...

Carol! Você não tem idéia de quanto essas fotos de certo e errado me ensinaram! Obrigada agora graças ao seu blog eu compreendi como se faz o movimento :D Faça mais posts desse tipo (mostrando o jeito certo e o errado dos passos). Eu também tenho reiva de ver as meninas fazendo tudo errado e pior que minha professora (Monica) não corrige e tem uma menina que faz pas de chat com flex MEU DEUS COMO ISSO DA RAIVA!!!!! E pior que ela vai apresentar e a professora colocou ela na frente!