quarta-feira, 22 de junho de 2011

Lidando com lesões


Como adquirir uma lesão:

Como contei há um tempo atrás, eu machuquei meu 2o dedo do pé "aterrisando" en dedans de um grand jeté feito sem o devido impulso. Na hora da dor, eu vi estrelas. Mas logo passou e continuei fazendo aula.

Como não se recuperar de uma lesão:

Em casa, não coloquei gelo e por duas aulas, não contei pra minha professora (tsc tsc!). Como não conhecia nenhum hospital em Brasília, fiquei com preguiça e decidi esperar para ir ao médico na semana seguinte, quando estivesse no Rio. Já tinham se passado duas semanas e nada do dedo inchado e dolorido voltar ao normal.

No médico, tiraram radiografia, me disseram que não era nada demais, pediram para colocar gelo 3x ao dia, por 20 minutos e tomar antiinflamatório. Mas eu não gosto de tomar remédio, principalmente esses violentos... A médica até me receitou um para crianças e idosos, "bem leve", mas eu não tomei. rs
Acabei colocando gelo somente uma vez por dia, porque estava cobrindo as semanas de moda do Rio. Resultado: meu dedo só começou a desinchar quando retornei à Brasília, duas semanas depois!

Eu pensei: "desinchou? Ótimo, lá vou eu pra aula de ponta!" Minha querida professora não concordou, mas eu teimei. Resultado: tirei a ponta no meio da aula. Havia machucado o dedo de novo, claro.

Como se recuperar de uma lesão:

E cá estou eu, parada há mais uma semana, esperando o dedo se recuperar por completo. Como ando trabalhando muito, e me movimentando muito, ele está demorando para parar de doer completamente. Está 80% curado, mas depois de um dia de muita andança e quando a manhã está muito fria, ele acorda dolorido outra vez! E lá vou eu, colocar gelo por 20 minutos, seguido de uma compressa quente. Minha professora orientou para fazer isso, dizendo que esse "choque" ajuda na recuperação. Além disso, estou passando uma pomada de arnica, que parece ter acelerado o processo.


Quem mandou reclamar?
Estava tão resmungona que me veio um motivo real para interromper as aulas... Agora, aprendi! Mal posso esperar para voltar! Estou alongando em casa e aguardando ansiosamente para subir nas pontas novamente.

Eu até poderia ir hoje, mas tenho medo de forçar mesmo na meia ponta e a dor voltar. Porque com lesão, não tem jeito: o ideal é esperar até ficar 100% curado. E eu aprendi isso a força...

12 comentários:

Tammy disse...

Agora falou algo que eu realmente entendo! Lembra quando eu te falei que tinha uma lesão no joelho? =) Tô tratando até agora. E pra ficar mais bonito, agora, terei que fazer fisio nas duas, porque o joelho esquerdo foi forçado pra compensar o direito! Cuida desse dedo Carol, bailarina, sem dedo, não dá né?! =) Melhoras pra você!

PS: Já fui liberada pelo médico pra fazer Ballet!

Bjosno

a bailarina disse...

que bom que seu dedo esta bem melhor, e que vc aprendeu que com isso não se bringa por mais pequeno que seja o problema devemos trata-lo de forma correta, falo isso porque já destendi meu tendão do pé.
P.S:estava com saudade de suas postagens.
bjs e até

Anônimo disse...

Carol, você é demais! Obrigada por compartilhar essa dolorosa experiência conosco. Lesionei meu pé direito há uns 3 meses atrás, e, também fui teimosa, não fazendo as compressas necessárias. Demorou quase um mês para que conseguisse ter um bom rendimento no ballet!
Você é uma graça, entro no seu blog toda semana. Um beijo.

Isis Moreira disse...

Carol !
Acompanho seu blog desde que voltei a dançar ballet ! Lesões !!! isso é um pé no saco literalmente. Meu tornozelo doi toda vez que faço um plié na quarta e na quinta. Mas como parar de dançar? não dá;

http://ladanseducoeur.blogspot.com/

Sarah disse...

Gente, e eu que (acho que) machuquei o joelho, mas já fiz raio-x e ressonância e nenhum dos dois exames deu alguma coisa! Às vezes estou sentada e meu joelho "machucado" dói de repente. Assusta.
Carol, passeando por aqui vi que você gostou da Toshi (Toshie, sei lá, a ponta da Só Dança) e achou ela "durinha", enfim, se deu bem. Minha professora recomendou pra minha turma, mas de dez alunas que testaram, acho, só uma se adaptou, quando muito. Eu achei mole demais, não sei se quebrei (e desculpe o "quebrar", é costume! Já sabe, leia amolecer) errado ou se foi muito rápido, mas não gostei não. As outras meninas que testaram acharam muito dura! Cada um tem um pé mesmo...
Amei seu blog!

Gabrielle Nemer disse...

Poxa poxa Carol, que chato isso. É horrível quando ficamos uma aula sequer longe do ballet. Mas que bom que está se recuperando. Melhoras, beijão.

Letícia disse...

Carol, melhoras pra vc , faz tudo direitinho que vais ficar boa, passa no meu blog http://eutambmdanoballet.blogspot.com bjs

ballet dancers disse...

Tenho muitas lesões e tbm sempre fui teimosa e não colocava gelo hahahaha.Pois é o único jeiot de melhorar é o gelo,compressa e arnica...e muuuuuuita paciência
bjs

Natalie Jorge disse...

Oi Carol! Adorei seu blog. Comecei a fazer ballet agora também! Só que eu tenho 31 anos. hehehe. E sou fotógrafa também! Um abraço.

Júh disse...

Olá adoro o seu blog, siga o meu http://bailarinas-classicas.blogspot.com/

:)

disse...

Carol eu tenho uma pergunta:em qual escola de Ballet você estuda?Eu procurei já algumas e encontrei umas três aqui em Brasília.Juliana castro e outras duas que não me lembro.Eu nunca acho uma perto da minha casa...

Carol Tavares disse...

Adorei! Segue o meu blog.
http://bailarinadealmaecoracao.blogspot.com/