quinta-feira, 21 de abril de 2011

as dificuldades #2 : o alongamento e o peito de pé



Atendendo a pedidos dos comentários, voltei com o assunto das dificuldades. Mas olha, o que escrevo no blog são experiências minhas, ou seja, de uma bailarina adulta que começou há dois anos atrás. Não sou profissional, não sei de tudo. A maioria das dicas que posto são lições que aprendi dentro de sala de aula, ouvindo as professoras.

Ballerinas ansiosas pela flexibilidade dos sonhos: ela vai aparecer! Mas o processo é gradual e lento. E doloroso também. Eu ainda não cheguei lá. Sempre fui flexível, sempre tive facilidade. Isso ajuda, mas não te dá o problema resolvido. É importante se dedicar e ir um pouco além do que se consegue sempre - e ficar por no mínimo 8 segundos. Minha professora do Rio falava que o músculo tende a tensionar quando alongamos um pouco além do nosso limite, e que por isso, devemos manter a concentração e relaxar - mesmo com a dor. Eu sempre tento relaxar, fechar os olhos. Não adianta ficar tensa. Depois de alguns segundos, o relaxamento ajuda mesmo! Eu me sinto melhor e mais apta a continuar.

Alongar em casa é importante. Eu esqueço, confesso. Na verdade, eu não decoro série de exercício nenhuma! rs Então, quando me alongo em casa, faço sempre as mesmas coisas... haha Mas, quem lembrar, é bom fazer tudo, como se fosse uma aula de chão.

As meninas me perguntam sobre as aberturas. Eu consigo fazer bons grand ecarts, mas o que vai mesmo até o final é o da perna esquerda na frente. Quando entrei para o ballet, isso não acontecia. E o da perna direita na frente tá quaaase lá. :)

Tem aulas e aulas. Quando retorno de um feriado, por exemplo, nada alonga o suficiente. rs Daí a importância de se alongar em casa.


Peito de pé

Acho que já falei um pouco disso por aqui. O importante não é o foco num peito de pé lindo, mas sim numa ponta forte! Como minha professora, Mônica, brinca: peito de pé tem o falso, pra comprar. Você tem que se preocupar em se sustentar bem nas pontas e isso independe de ter uma super curvatura! O peito de pé vai ficando bonito com o tempo, se o exercício nas pontas for feito corretamente. É muito importante fazer uma ponta (isso, desde a meia ponta e em todos os exercícios!) dedicada! O que seria uma ponta "dedicada"? Aquela que sai desde o joelho, que deve estar super esticado! O trabalho de ponta não começa no simples esticar de dedos. Tem que vir da alma, por assim dizer. haha "Vir de dentro". Adoro essa foto do meu layout, com as pontinhas todas murchas! rs Não adianta fazer exercícios rapidamente com a ponta desse jeito. Você não vai estar trabalhando os pés. #ficaadica

Espero ter ajudado em alguma coisa.

Beijos, ballerinas!

17 comentários:

a bailarina disse...

concordo plenamente em relação ao peito do pé, é preferivel ter um pé forte do que um "lindo" e fraco, que nos prejudica e sem contar, que quando se tem uma curvaturar muito grande prejudica na hora das piruettas....
bjs e até

Lara disse...

Oba queria mesmo um post de alongamentos, é um caminho árduo, mas estou vendo grande melhora nos meus, também tenho mais facilidade com a perna esquerda, as vezes acho que sou canhota de perna, você é canhota?
Obrigada as dicas! Sempre tento alongar em casa, muito bom.
BJusss

Letícia disse...

Obrigada por atender meu pedido e falar sobre colo de pé, valeu passa no meu blog e ve se consegue assistir o ballet Giselle em 3D, http://eutambmdanoballet.blogspot.com bjs!

Marília disse...

Oi carol!
Eu gosto muito do seu blog porque eu me identifico muito com você. Assim como você, eu comecei fazer balé tarde, com 15 anos, e em menos de um ano e meio comecei meu trabalho com as pontas, e apesar de toda a minha felicidade com as pontas é impossivel negar que as vezes as minhas dificuldade na dança me deixam bastante chateadas, é aí que eu venho ler seu blog, pois sempre tem alguma coisa que me faz querer melhorar e me apaixonar ainda mais pelo ballet. Por isso gostaria de agradecer a sua dedicação ao blog e espero que você continue com ele, e que sejamos bailarinas realizadas :)
Beijos

ana guedes disse...

valeu pelas dicas....
estou te seguindo :)

da uma passadinha no meu Blog:
http://anaguedesballet.blogspot.com/

Anônimo disse...

Oi Carolzinha Lancelloti estou aqui para te pedir um apelo amo seu blog e visito ele sempre que posso. Me ajude a divulgar o meu : nandaesuaideias.blogspot.com

beijos :)

Dani disse...

Carol, mais uma vez, obrigada por dividir suas opiniões e experiências com a gente! Acho que justamente porque você não é profissional que gostamos tanto de ouvir o que tem a dizer (:

É, eu tenho que lembrar de alongar em casa... Esses tempos andei fuçando no YouTube e encontrei vários vídeos com alongamentos fáceis de fazer em casa. Só falta eu largar de ser mole e fazê-los! x:

Amanda disse...

Oi Carol. Sou amanda tenho 15 anos. to adorando seu blog! mt maravilhoso e ta me ajudando a conhecer o Ballet classico
eu vou começar ballet agora e queria saber como foi sua primeira aula de Ballet o que uma iniciante precisa ex, roupas .. etc !
beeijo
Amanda

Roberta Galdino disse...

olá
ja fiz ballet
tenho paixão
por mais q eu nao me lembre de quase nada...
estou seguindo o blog
é de ótima qualidade
beijos

http://rgqueen.blogspot.com/

monica disse...

O resultado seja ele qual for, depende do trabalho que realizamos nas aulas e fora dele, sem dúvida alguma! quanto mais trabalhamos, mais bons resultados temos. Com a flexibilidade e com o fortalecimento das pontas não poderia ser diferente não é mesmo?!
Apesar de não ter tantas trintonas por aqui, este é meu blog sobre comportamento das mulheres acima dos 30.

www.30historiasdeumamulherde30.blogspot.com

beijo!!

Laura disse...

Adorei o blog. Me identifiquei totalmente com a sua história. Também sou apaixonada por ballet e comecei há um ano atrás, com 33 anos. Embora as dificuldades apareçam, a paixão pelo ballet faz com que eu sempre as supere. :)

Xanda disse...

Gostei da dica.
Beijoos http://omundonapontadope.blogspot.com/

Daiane disse...

Oláa, gostaria de saber se alguém sabe onde posso encontrar peito de pé, algum site de preferência enquanto o meu não fica bonito gostaria de usar nas apresentações!
Obrigada!

@_Ellenmelo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
@_Ellenmelo disse...

Bom eu sigo o Bolshoi Brasileiro e as professoras disseram que nunca se deve exceder a dor deve sempre respeitar seu corpo e ficar uns 20 segundos na mesma posição para seu corpo alongar mais rapido e melhor e nunca ultrapassar e ingnorar a sua dor... Bom e tbm passaram lá uma série mt boa para se fazer em casa coisas simples mas que fazem uma diferença enorme e se você não se alongar todo dia ou umas 4 vezes por semana normal é regredir sua flexibilidade bom foi isso que a professora do bolshoi disse ;)

Beijos adoro seu blog

Gabriela disse...

Olá,td bom?...Adorei o seu blog,ele é bastante interessante!.. Eu fiz ballet durante 2 anos só que depois ele acabou e fiquei uns 4 anos sem fazer..agora estou c/ 19 anos e vou voltar p/ o ballet, estou muito empolgada! :D ainda sei fazer os passos e talz, só que não lembrava o nome de alguns deles... queria tirar uma dúvida em relação a sapatilha de ponta, quando o ballet acabou eu ia começar a usar a ponta e como estou voltando agora há a possibilidade de eu já entrar na ponta ou vai levar algum tempo?.. bjoss

Anônimo disse...

comecei na ponta aos 14 anos, hoje com 16 já faço várias coisas, mas meu maior problema é meu pé. não é q ele seja fraco, pois me permite fazer mtas coisas na ponta, mas por ele ser mto magrinho e fino, n fica tão bonito na ponta, por isso comprei no site pontafirme o colo de pé. ficou muito bom, pra apresentações é ótimo msm :)