quinta-feira, 22 de julho de 2010

exercício em casa e reflexão


Hoje, terminei meu trabalho mais cedo. Decidi colocar minhas pontas e fui pra varanda, fazer uns exercícios básicos, uns pliés e relevés... Por que na varanda? Porque descobri que tenho uma barra fixa ali. E pude olhar o dia bonito que está fazendo lá fora.
Voltar para as aulas, principalmente de ponta, após três semanas de férias, já é bem dolorido. Imagine sem praticar em casa!

Depois, decidi arriscar na sala uns exercícios de diagonal e umas piruetas. Como minha unha esquerda estava reclamando muito, fiz só com a perna direita, fazendo uma cadeira de barra (eu sei, perigoso, não tentem isso em casa!) Consegui fazer duas piruetas completas, soltando as mãos. Fiquei muito feliz! Até chamei o Bark para ver. haha

Depois, fui costurar o elástico de uma das sapatilhas, que tinha soltado há um tempo. Eu estava improvisando nas aulas, amarrando num nó bem pertado em volta da minha pobre canela. Peguei um resto de elástico que tinha guardado, linha rosa e costurei, calmamente, vendo a tarde cair aos poucos, ouvindo música... Fiquei pensando que gosto muito dessa tranquilidade. Gosto do ballet ser uma coisa só minha e tenho estado mais reservada a respeito. Costurar meu elástico e fazer os exercícios foi como uma meditação. Eu não sinto isso nas aulas...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

confissões e repertórios favoritos

Tenho que confessar algumas coisas:

Não tenho me dedicado tanto ao ballet fora das salas de aula. Não estudo em casa, não leio livros, não vejo ballets. Depois que acaba meu horário de trabalho, só quero saber de descansar e de programar a próxima Lagarta. Nem isso eu deveria fazer, pois minha médica (cardiologista, homeopata e acupunturista e considerada por mim, minha terapeuta haha) disse que eu tenho que me conectar com o lado direito do meu cérebro e voltar a criar. Não escrevo mais, não desenho mais, quase não canto... Só faço trabalhar e ser racional. Perdi minha veia criativa. E ela me passou de dever de casa para a próxima consulta em Agosto, desenhos e textos. Até agora, só escrevi 2 textos e tentei um desenho... Não há espaço para o ballet, essa é a verdade. Agora que estou de férias (não suporto essa coisa de férias do ballet), tenho que me forçar a fazer alguma coisa em casa, alongar...

Confesso também não ter paciência para ver alguns ballets de repertório. Tem aqueles que amo! Mas são poucos. Não tenho nem interesse por alguns... ou começo a ver e acho extremamente chato, como La Sylphide. Li a história e adorei, mas na hora de ver o vídeo, quase dormi.

Estava esperando ter mais tempo para ver mais ballets para dizer os meus favoritos, mas decidi lançar logo a lista, pois a decisão já foi tomada há um tempo. Eu que não queria admitir que não cheguei a comparar todos entre si. rs

1-O Lago dos Cisnes
2-A Bela Adormecida
3-Branca de Neve



prontofalei!
Esses são os que mais amo, os que assisti e amei e assisto sempre! Pode ser que mude de idéia no futuro, mas esses são os top 3. Talvez, por mexerem muito com o lúdico e histórias de seres mágicos, fadas... Também tenho essa ligação com contos da Disney e histórias que ouvia quando era criança.

O Lago tem a música perfeita, o figurino perfeito, a história perfeita e os movimentos perfeitos na coreografia... Não tem como não amar. Desde que assisti pela primeira vez, apaixonei.








O Quebra-Nozes quase foi pra lista também, por carregar todo esse clima. Quero poder terminar Sonho de Uma Noite de Verão e começar La Bayadère, que parecem ser repertórios que vão me agradar.



___________________________________

Esther, respondendo à sua pergunta nos comentários: eu sou daquelas que acha necessário estudar, fazer um curso superior, etc. Sei que tem muita gente que se forma "na vida", mas eu, pessoalmente, acho que precisei desses anos de faculdade. Mesmo não sendo nem metade do que eu imaginava, aprendi muitas coisas lá, tive professores brilhantes. Mas também tive professores terríveis, ignorantes, ultrapassados... Acontece. Por isso que só a faculdade não resolve. Estagiar e trabalhar é fundamental. Como estagiei e trabalhei desde muito cedo, essas oportunidades também me ensinaram bastante durante minha formação. Acho que é a combinação perfeita: estudo + aprendizado no trabalho + paixão.

domingo, 11 de julho de 2010

aLagarta também fala de ballet!



Olá!

Primeiro:

Cristina e Esther: obrigada pelos comments. Respondendo: faço ballet há um ano e quase 5 meses e estou no nível básico II. E sim, tenho twitter! Quem quiser me seguir: @lancelloti

Passei aqui para divulgar a primeira edição da revista online que criei, chamada aLagarta, que inclui um texto lindo sobre ballet adulto, escrito pela querida Cássia, do Dos Passos da Bailarina e também uma entrevista com a minha professora de ballet, Natália. Acho que vocês vão gostar! A revista também tem twitter, facebook e scrapbook. Depois me dêem um feedback, hein!

beijo beijo!

domingo, 4 de julho de 2010

apresentação



Não tenho muito a dizer a respeito da minha apresentação de meio de ano. O tema em si não me "tocou" muito. Achei bonita a coisa das rosas, mas tivemos que tomar cuidado para não ficar cafona. rs
Os ensaios foram difíceis e a professora, muito exigente. Foram bons, os ensaios. Acho que dancei melhor neles do que no palco, mesmo me dedicando. É que entrei de surpresa! Quando nos anunciaram, eu achei que ainda faltava uma coreografia na nossa frente.

Meu grand jeté não foi bom como eu estava fazendo nas aulas... Mas minha maquiagem ficou impecável! Fiz sozinha. haha

Foi divertido, como sempre, estar nos bastidores, ajudar as meninas na maquiagem... Até pintar sapatilha com base eu pintei, pra ficar bege (pois uma das moças não tinha encontrado bege pra vender. tsc tsc) Mas acho que estou cansada de dançar coreografias de "passagem" até poder dançar realmente algo mais difícil. Só que ainda vai demorar para isso acontecer, né? Sei lá, a gente sempre espera que seja melhor do que é. Três minutos se passam em 3 segundos.

Um fato engraçado: durante a noite, acordei meio mal, enjoada e com calafrios, após sonhar com tudo dando errado na coreografia. No ano passado, citei aqui que fiquei muito doente um dia antes (praticamente uma gripe suína, dançei com febre e tudo) e minha amiga disse que eu havia me boicotado. Quando me senti mal de madrugada, disse alto 3 vezes para mim mesma: eu não vou me boicotar!!! Tomei uma água, me aqueci e dormi. Acordei maravilhosamente bem, =]

Tenho que editar o vídeo, por isso, colocarei só as fotos por enquanto: