sexta-feira, 25 de junho de 2010

fazendo ballet com adolescentes



Passar da turma de adulto para a turma do básico II foi uma das melhores coisas que me aconterecam e apesar de minhas companheiras de turma saírem da faixa etária 18-40 para a de 10-16 anos, não tem sido chato e estranho, como eu esperava que fosse ser. Na verdade, é bem gostoso chegar no ballet e lidar com meninas mais novas, com aqueles assuntos de sempre (escola - namorado - mães). Tive sorte de pegar adolescentes calmas e maduras, que não são agitadas e que na hora da aula respeitam bastante a professora - apesar de serem um pouco avoadas. Mas quem sou eu pra questionar isso, né? Mesmo me esforçando, muitas vezes me pego com a cabeça na Lua e bocejando durante os exercícios na barra. Na verdade, acho que bocejo durante quase toda a aula. Não por desinteresse, mas por estar muito relaxada. E acho que o meu estado de relaxamento também se deve a essas meninas. Ali, não sou mais a Carol-fotógrafa-adulta-estressada. Sou simplesmente mais uma bailarina da turma. Não ter companheiras mais velhas para me lembrar dos problemas e afazeres da minha vida fora dali é muito bom e me faz ter melhor desempenho. Realmente me desligo do mundo, entre risadinhas de meninas super agradáveis e a dança.

Somos 6 e vamos nos apresentar juntas mês que vem. A única coisa ruim é dançar com algumas que não se dedicam 100%. Mas isso não tem nada a ver com idade, pensou eu, mas sim com paixão. Em turmas de adulto é mais fácil encontrar pessoas dedicadas porque essas se encontraram de verdade ali, ou estão realizando um sonho... No caso das adolescentes, algumas nem sabem por que estão ali. A mãe matriculou e ela ficou.

No palco, ninguém dirá que tenho 22 anos, pois realmente não pareço ter. Uma das meninas até me disse "eu achava que você tinha 15 anos!" haha

Minha professora disse que se mantém jovem por causa do contato com muitas meninas novas. Espero que seja assim pra mim também.


*desculpem meu post mal-escrito. estou com sono, mas queira muito escrever sobre isso hoje.

19 comentários:

Cássia disse...

Quando eu fazia aula com adolescentes nem sempre eu achava bom. Em alguns momentos eu me sentia meio "tia" da turma (estava prestes a fazer 30). Tempos depois, fiz aula com adultas e sabe que senti saudade? Nem tanto na aula, mas nos papos era sempre tanta reclamação, tanto estresse... Problema eu já tenho, gente, brigada! É bem isso o que você disse, a gente esquece das nossas obrigações adultas e tudo fica mais tranquilo. Eu sinto falta, muita! E é muito bom parecer mais nova, estou prestes a fazer 31 e ainda escuto "Nooooooossa, mentira!" Até os 20 e poucos eu não gostava, agora acho uma beleza. E chega que o comentário está enorme, hehehe.

Imenso beijo.

Isabela Sousa disse...

Que lindo o seu post, adorei! :)
Carol, tem sido muito complicado para mim ultimamente; porque eu saí do ballet.
Pretendo voltar, mas só depois.
De início, pretendia ser profissional de dança. Mas depois que fui evoluindo, percebi que isso é muito mais difícil do que eu pensei. E aí eu concluí: sou ainda uma garota, tenho que viver mais! Eu AMO dançar, não quero levar isso como uma séria responsabilidade, vc me entende?
Beijinhos =*

Juliane Lopes Oliveira disse...

Oi Carol, adorei o post e me identifiquei muito com ele. Eu faço ballet com meninas entre 10 e 15 anos a mais velha sou eu e uma outra que tem 29.
E a parte boa de tudo isso é porque com meninas desta faixa etária não existe aquela coisa de concorrência, de uma se achar melhor que a outra. A aula fica ate mais descontraída porque ali todo mundo ri e se diverte juntas com erros e acertos. E o melhor de tudo é que eu tbm sou baixinha, tenho 1,60 entao passo despercebida, ninguem fica axando que ja vou fazer 20.

Beijosss Juju

Pri C. Figueira disse...

Olá!!
Caminhando aqui, ali, cai no seu blog e me identifiquei muito com seus textos!!

Já passei pela mesma situação, ter que fazer aula com meninas mais novas, no inicio achei que seria bem complicado acompanhá-las. Porém me surpreendi com a maturidade e a dedicação das meninas, aqueles sorrisos doces sempre incentivando a permanecer, foi um tempo muito bom!!
Agora estou no Intermediário II e voltei as meninas da minha idade (ou quase todas elas..hehehe)

Amei seu cantinho, amei as fotos e amoooo fotografia, sou metida a fotografa, mas só por diversão!!!
Lindo blog, lindos textos, lindo tudo!!

Um beijo.

Leticia disse...

Carol
Eu nunca fiz aulas com adolescentes, mas no final do ano passado, nos apresentamos junto com duas turmas de adolescentes (1 de ballet adulto + 2 de segundo ano) e não foi muito fácil. Os ensaios eram complicados, porque marcávamos em horários que todas podiam comparecer e elas não apareciam.
Realmente elas eram muito mais leves, mas a falta de comprometimento era complicada.
Hoje estou em uma turma de adultas super comprometidas (dentro da sua possibilidade), mas que não sonham em ser profissionais...
Acho que isso vai de pessoa para pessoa, né? E de turma para turma... talvez a sua seja melhor do que a da minha... rs.
Beijos
lelê

Eduarda disse...

Oi Carol. Nossa adorei seu blog. Estou começando a amar o Ballet, e quando vi seu blog amei! Vc é ótima fotógrafa! E escreve muito bem! Parabéns Carol. Estou aki te seguindo, agora não te largo mais. kkk. Brincadeira. bjosS.
Se cuida!

*May Lopes disse...

Que legal!
A minha turma tbm é dessa faixa etária,quase todas as meninas tem a mesma idade (19 a 20 anos),mas eu acho uma delícia!Pq vimos que daria certo viramos super amigas!
bjãO

Letícia disse...

Que coincidencia também to na turma do básico II mais não uso ponta eu não sou tão velha tenho 12 anos mais estudo com alunas mais novas e percebo que elas não tem tanta dedicação e esforço como as alunas mais velhas! bjs há e passa no meu blog!

tédio.com disse...

Oi Carol!!
Adorei seu blog, é lindo... Vc faz duas coisas que eu amo, tira fotos e dança!!
tenho 17 anos e começei a dançar em fevereiro, eu não sabia bem porque, mas uma amiga que faz ballet a mais de 15 anos insistia pra que eu fizesse, segundo ela, eu tenho dom pra isso..foi bem engraçado, já que nem em quadrilha de escola eu dançava..
Bom,realmente, até a professora já me disse que eu tenho dom..
Depois que eu começei entendi a paixão das pessoas pela dança, é simplesmente incrivel.Há uma semana eu fiz minha primeira apresentação e foi maravilhoso!!
Espero ansiosamente pela ponta!!
Sorte pra vocÊ!!
Beeijão!

Ana disse...

Oi Carol,
o meu nome e Ana e sou de Portugal,
quando era pequena dancei jazz e adorava mas depois deixei. O meu sonho sempre foi o Ballet mas chegou a um ponto que achei que já estava "passada do ponto" e esqueci, apesar de as vezes dar por mim a pesquisar coisas sobre o assunto. Pois bem, quase por acaso, descobri que existia ballet para adultos e praticamente em simultâneo descobri o teu blog que li de uma ponta a outra e que me inspirou imenso, então tomei uma decisão, fiz 20 anos este mês e decidi que não vou adiar mais o meu sonho e em Setembro vou iniciar as aulas de ballet. =)
só tenho pena que aqui em Portugal não exista tanta opção de escolha para os adultos como parece haver ai no Brasil... Enfim, vamos ver no que vai dar! =)
Ah, adoro as tuas fotos, são todas LINDAS e o teu blog está nos meus favoritos, todos os dias venho ca espreitar a ver se há novidades!! =D
Desculpa o texto enorme.
Beijinhos******

Ana,
Lisboa-Portugal

Coisas de Gabi disse...

Oi Carol, que bom que está se dando bem... :D Seu novo cabeçalho está lindo.. continue assim.
Gabi.

Anônimo disse...

Carol,

A sua foto na abertura do blog, ficou show de bola..

Parabéns,

M

Flavia Daniotti disse...

Realmente Carol é gostoso fazer aula com meninas mais novas, até porque os professores puxam mais...
Mas tem algumas meninas que pelo amor viu!?rs

a bailarina disse...

oi! n.n
adorei o post....
e a suas fotas estão lindas,
o seu blog esta linda, é um dos meus favoritos
bjs

Anônimo disse...

Carol.
Realizar os sonhos, faz bem para alma, não importa a idade..
Assim você fica mais leve para as outras coisas da vida..
E subir nas pontas fica mais fácil.
bjs.

Ju Sales disse...

Carol adorei a mudança da foto do layout!!
Fazer aulas com meninas mais novas tem seus pontos bons e ruins né...
Sempre fiz aula com pessoas de idades variadas, e até mesmo com crianças e sabe eu gosto ... é descontraído não tem muito aquela seriedade braba de "quero ser muito melhor" e tudo mais, mas por outro lado vejo muita criança e adolescente que não tem limite... já saí com dor de cabeça de uma aula por conta de uma menina uma vez, algumas meninas são mimadas e sem limites, prejudicam um pouco o rendimentoe isso é super chato. Graças a Deus todas as minhas pequenas companheirinhas de turma (quando fazia com crianças)sempre foram ótimas. Eramos todas crianças em sala e elas sempre achavam que eu tinha uns 14 anos (hohohoho) e era maluca das idéias, que bom que você também esta feliz com essa experiência.
Super beijo Carol!!

PS: Vamos assistir o 4x4 da Déborah Colker (ou vc ja viu?) está em temporada popular no teatro João Caetano!

Líneker... L.N.K... disse...

Nuss!!! \o/ Seu blog é muito legal! Descobri aqui no trabalho procurando coisas de ballet no google [detalhe: comecei a fazer ballet agorinha e aê to na fase de empolgação hehehehehhe] e não consigo parar de ler! Apesar de falar de bailarinas e não de bailarinOs hehehe tem muita coisa parecida comigo. Adorando!!!

Jéssika Laranjeira disse...

Adorei a postagem. Fiz ballet quando tinha 6 anos, mas depois de mais ou menos um ano, parei. Voltei agora, com 16 anos. Muito tempo, né? Meus amigos ficavam dizendo "depois de velha, quer fazer ballet...", hahaha. Mas acredito que isso não tem idade. Na minha turma, tive sorte de ter mais duas meninas de 15 anos, as outras três meninas devem ter uns 10 ou 11 anos, então não é tããão distante assim. Mas com dedicação e amor pelo que eu sempre gostei de fazer: Dançar, acredito que um dia não vou me arrepender e muito menos de me sentir "estranha" por estar [re]começando agora.

Anônimo disse...

bom gosto muito de balle quero sr uma bailarina mas minha mae diz que sou muito velha que temos que comesar de crianças tenho 16 anos e vivo pelo balle mesmo sem praticar