sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A 1a frustração


Pela primeira vez, acho que realmente desanimei por um momento. É muito chato se sentir assim... E eu nunca experimentei isso no ballet porque sempre fui muito realista e realistas não são pegos de surpresa pelo desânimo, porque não idealizam muito antes. Estou sempre preparada para os fatos e só. O que vier, é lucro. Mas eu realmente achava que minhas aulas de ponta iriam ser muito melhores com a Toshie.

Eu estava toda ansiosa e feliz porque teria minha primeira aula de ponta do ano. Fui toda sorridente com a minha Toshie novinha em folha. Coloquei a ponteira (de espuma/tecido), meia, esparadrapo, tudo certinho... E começamos. Fizemos somente uns 10 minutos de aula e eu já estava morrendo de dor. Minhas joanetes estavam doendo muito, principalmente a do pé esquerdo. Minha professora até estranhou minha cara de sofrimento. Ela sugeriu que eu tirasse a ponteira e realmente, melhorou muito. Estava me apertando nos lados. Mas eu tinha experimentado a Toshie com ponteira... enfim. Fiz o resto da aula sem ponteira. A dor nas joanetes se tornou uma dorzinha ainda presente, mas suportável, só que os dedos na frente começaram a doer bastante. rs Aí, eu comecei a ficar desesperada (por dentro, claro... mantendo minha pose de bailarina). Comecei a pensar "não acredito que gastei R$80 numa ponta e tenho que trocar por uma de caixa ainda mais larga! eu tinha experimentado, não acredito que tô sentido todas essas dores!" Minha professora até mandou tirarmos as pontas antes dos 15 minutos e eu tenho certeza de que foi porque viu que estávamos morrendo ali (era a primeira aula após as férias de uma companheira de turma).

É desgastante achar a ponta certa. Eu não me importo com dor, caso esteja fazendo o exercício certo e ele exija essa dor. Mas dor desnecessária, ou dor por não ter achado a sapatilha correta me irrita e me preocupa! Não posso gastar mais dinheiro em sapatilha agora... Por enquanto, vou cortar a ponteira pra que ela fique só nos dedos.

Ah, sim! E ainda senti que "quebrei" a sapatilha do pé direito, mas a do esquerdo ainda não. rs Droga.


A coisa boa do dia...

Aprendi a fazer braço e mão de ballet! Estava me observando no espelho,perguntando por que minhas mãos (que são piores ainda que os braços!) não ficavam do jeito como eu via e revia tantas bailarinas fazerem, em vídeos, em fotos... Fiquei mexendo, mexendo... e de repente, fiz! Foi só virar o arco dos braços um pouquinho mais para fora. Eu estava fechando com as mãos muito para dentro. Bom, espero que tenham entendido.

Beijos de uma bailarina frustrada pela primeira vez.

Obrigada pelos comments e pelo carihno de sempre.

13 comentários:

Cássia disse...

Eu falo, essa Toshie é um problema para algumas bailarinas. Até hoje não sei o motivo. A minha está parada, R$ 80 na sapatilha mais R$ 30 numa ponteira grossa de silicone que dá joanete (ou piora de quem já tem) e que também está parada. Quadno lembro que joguei R$ 120 no lixo, me dá vontade de chorar...

Mas, calma, você vai achar uma sapatilha bacana para você. Já percebeu que a Alina tem joanetes bem pronunciados e as caixas das sapatilhas dela são sempre bem largas? Dá uma pesquisada, mesmo que seja só prestar atenção nas fotos. No topo do meu blog já dá para perceber, hehehe. Quem sabe seja uma maneira de você já achar a sua, sem ficar trocando tanto. Não há bolso que aguente.

Grande beijo.

Leticia disse...

Carol,
Não desanima não... percebi que a "busca pela ponta perfeita" vai demorar. Nas primeiras aulas (estou logo no comecinho) várias companheiras reclamaram das pontas, uma tá larga, a outra tá dura, a outra tá estreita... fora que quando ganharmos força no pé, vamos ter que buscar outras, certo? Ai começa tudo de novo... a diferença da experiência acumulada, nas dores, machucados e tudo mais.
Até agora, não me incomodei com a minha ponta, que é uma Nikiya, da Só Dança. Não achei ela muito dura e a caixa caiu como uma luva para o meu pé. Meu pé é quadrado (a estrutura teria tudo para ser larga), mas é bemmm magrinho. Então estou com uma caixa tamanho B.
Ainda não está quebrada... não consegui fazer isso. E a professora quer que quebremos no pé. Acho que é o certo, não?
Se você morasse em Sampa, iria recomendar a vendedora que me ajudou, uma santa! Mas no Rio, não tenho como te indicar...
Beijos e boa sorte para a nova compra!!
lelê

PS> eu sempre vejo o filme depois de ler o livro... senão também não consigo ler. E normalmente passo o tempo todo criticando. rsss

●๋•Hαissα♥ disse...

Oi Carol, 1º Seu blog está maravilhoso.
2º Não se preocupe, você vai se acostumar com essa dorzinha, e entenda que a paciência é amiga da perfeição.
Beijos e boa sorte com sua nova ponta
Beijos

Isabela Sousa disse...

Oi Carol!
A verdade é que as bailarinas sempre vivem nesse dilema de tentar achar a "sapatilha perfeita". Aff.... É uma saga interminável!=D
Eu comprei a Millenium Adágio, mas pra mim ela não é mto boa, pq é pra pés largos e eu simplesmente não consigo subir na ponta para dar piruetas, pode?!
Mas é como vc disse, não dá pra ficar gastando assim. Ela foi R$100,00!!!!
Beijos....=/

Dani disse...

Oi Carol
Meu nome é Daniele, tenho 25 anos e faço Ballet clássico a mais ou menos 5 anos... passei por esse dilema no início... parecia que meus dedos iam cair dos pés, e também perdi duas unhas que depois voltaram!! hehehe... Mas é o seguinte,hoje uso a sapatilha Partner da Capezio, que é simples e barata, e para mim é perfeita!!! tem a caixa larga e o quadrado certinho, também já usei a gabrielle e cerrito, mas eram muito frágeis... não tenho joanete então não sei se é por isso que dói tanto em vc... Quando comecei no Ballet a minha professora apostou em mim, e por isso me aceitou na turma e já faz 3 anos e meio que uso ponta... hoje sem grandes problemas... vc vai conseguir, acredite!!! Uso a ponteira de gel que vem nas revistas da Avon, e é muito boa (e barata!!!)... Boa sorte com a ponta, e não se assuste: é assim mesmo no começo!!! Que Deus te abençoe, com carinho, Daniele Santiago.

escrevendo com os pés disse...

Oi Carol, tudo bem? como foi na fazenda da sogra?rs

Sabe quem é o maior culpado nessa história toda de sapatilhas inadequadas? As vendedoras de sapatilhas.

Você chega na loja com o nome da sapatilha indicada pela professora, o que tb já é errado, e pede pra vendedora.

Ela não analisa seu pé................"peloamordedeus"....................nossos pés são muuuuitos diferentes, uma sapatilha pra boa pra vc pode ser um desastre pra mim.

Carol te venderam uma sapatilha estreita, como aconteceu comigo com minha primeira CK bayadere.......não tem pé que aguente uma ponta com a caixa estreita............dói até o cerebro.

Infelismente terá apenas duas opções: Guardar/jogar fora essa toshie ou usa-la apenas com esparadrapos, pq tudo que colocar dentro da caixa vai apertar seus pés. Experiencia "muito dolorida" própria.

Eu penso que teria que ter um curso pra vendedoras de sapatilhas. É um prtoduto muito pessoal, não pode ser vendido por qq um. Mas infelismente não é assim.

Tenho uma vendedora da Só Dança, em sao paulo, que analisa meu pé até pra sapatilhas de meia ponta. Ela é maravilhosa. Dei sorte. Perguntei se ela era bailarina por saber tanto sobre as sapatilhas, e ela me respondeu que não, que ela aprendeu de tanto ver pés.

Minha professora me indicou a capezio. Nossa como sofri, chorei, desanimei. Não subo, nem com um guindaste, na ponta da capezio. Mas da Só Dança, que maravilha, que ballance, que feia rsrs, mas tudo bem.

Minha sapatilha é largura C tanto ponta como meia ponta............tô no céu, feliz, fazendo retirés, soutenu en tournant e uma pirueta............Diliça.

Se quiser sentir-se assim, terá que comprar outra, mas com uma vendedora que saiba o que tá vendendo.

Não desanime, pois todas nós passamos por isso. A grana que é foda, mas, não sei vc, eu deixo de comprar qq coisa que uma mulher precise pra comprar uma CK.........beijos menina, e que tudo dê certo pra ti.

aileenbeattie disse...

carol!!! eu usava ponteira de tecido mas elas se desgastavam mto rápido... comprei as de silicone e melhorou muito!!! experimenta fazer aula com a de silicone.. pede de alguém emprestado e vê!!!
Beijo e não desanima... dói mesmo!

Jade Christinne disse...

Carolzinha!!!Não fique assim! Vida de bailarina é assim, mesmo, tem dias bom e PÉSSIMOOOOS (Como esse!)...Mas não perca o que vc tem de melhor: a motivação e a garra!!

Beijoos no coração,

Jade

Juju disse...

Oi Carol tenho 19 anos qe queria a sua opinião sobre o que eu vou falar, ontem foi minha segunda aula de ballet classico eu ja tinha feito a algum tempo e que queria saber se é normal a gente se atrapalhar um pouco no inicio com a cordenação motora nos exercicios da barra e em alguns saltos que ao ver parecem simples mas são bem dificeis. AGUARDO SUA RESPOSTA BJUSS JULIANE.

Priscila disse...

Carol leio sempre seu blog e como fiz minha primeira aula de pontas ontem (com 30 anos de idade) não pude deixar de comentar.
Eu comprei logo de cara uma Gaynor (paguei 329 reais) mas posso te dizer que foi a melhor coisa que fiz. Primeiro pq a estrutura da Gaynor não estraga, vc pode até estragar o cetim dela depois de muito tempo mas a estrutura em si permanece a mesma (a da minha professora tem 1 ano, ela usa para espetáculos aulas e, apesar de suja e com um furinho no cetim atrás, ela está com a mesma estrutura da compra, ou seja, para nós que usamos bem menos deve durar pelo menos um ano e meio pra mais).Depois que a Gaynor é praticamente uma pantufa, fiz a primeira aula de ponta da minha vida ontem e fiz a mesma aula que as meninas que já fazem ponta (de 1 hora e meia) e não senti nenhuma dor com a sapatilha (só dor muscular depois por ter feito tanto exercício).
Acho que levando em consideração o custo benefício foi a melhor escolha, eu vou ficar um bom tempo sem precisar comprar sapatilha e ainda (por não sentir a dor que as outras sapatilhas causam) vou poder focar mais na limpeza dos exercícios e não na minha dor.
Tem uns representantes da Gaynor no Brasil, em São Paulo comprei com a Ponta firme mas no Rio parace que a Mundo Dança também vende.
Se tiver qualquer dúvida a Karen do site ballet adulto é a minha professora e foi ela que indicou o tamanho certo etc, entre em contato com ela pois eu pelo menos não mudo a marca da sapatilha tão cedo.
Ah e parabéns pelo blog e pela nova conquista de mudar para aulas de nível básico!

Beijos

Priscila

GirlyGaby disse...

Carolzinha...
Agora fiquei com medo... Comprei a Toshie também, mas fui induzida a comprar ela. Pois, de acordo com a diretora eu tenho o colo de pé muito avantajado & perna em X. Minha primeira aula com ela é em 3h. Estou com medo de algo acontecer, tipo eu sentir essa dor. Não tenho joanete mas minha unha encrava que é uma beleza...

Hehe, é esperar pra ver agora.
Beijos

Clara disse...

Carol, eu fasso ponta desde o ano passado, eu usava essas ponteiras, mas doia muito então a melhor solução é a ponteira de silicone da cecília kershe, ela é mais confortável, com ela a dor diminui.
beijos e boa sorte.

Anônimo disse...

preciso de uma sapatilha para treinar e fortalecer meu tornozelo! me ajuda!estou com um gd dilema! compro uma tochie, ou gaynor, a clara, dizem que ´-e mole demais,e qebra facil!, e partiner studant è muito estreita! help! um gd bju. joao carlos