sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

A Bela e a Fera



Feliz Natal atrasado para todas as minhas leitoras! Gostaria de ter feito esse post antes, mas estive numa correria doida essa semana. Vamos lá!




O post de hoje é um especial de final de ano. Vou falar da minha paixão pela Disney e pelo musical A Bela e a Fera. A maioria das pessoas param de ver esses desenhos aos 11, 12 anos e acabam se esquecendo deles. Eu nunca esqueci.
Há quem ache que animação é um assunto bobo, ou que é coisa de criança. As pessoas não enxergam os profissionais super talentosos - adultos- que estão por trás desse trabalho. Não importa o quanto me critiquem, ou tentem me convencer de que toda a empresa é uma vilã do capitalismo, ou me lembrem das mensagens subliminares encontradas nos desenhos... sou apaixonada pela história e pela empresa de Walt Disney - e o admiro muito também, como pessoa. Mensagens subliminares existem em tudo quanto é meio de comunicação e se você toma Coca-cola e come no McDonald's, não pode falar mal da Disney. Sem falar que, muitas dessas mensagens não passam de brincadeiras dos animadores (pois os desenhos são feitos por adultos, lembram?).
Temos que aprender a separar as coisas: há pessoas boas e más no mundo, em qualquer lugar, inclusive na Disney. Mas o que importa é a essência, o início de tudo, como Walt Disney construiu seu sonho e as pessoas honestas e de bem que trabalharam e trabalham por trás de tantos desenhos lindos.

Talvez por eu sempre ter sido liga às Artes e à Música, deixei-me levar muito mais por essas obras-primas de Walt Disney e sua equipe. Os desenhos me ajudaram a ser uma menina mais criativa. Aprendi a desenhar com eles, aprendi muito de música e muito de inglês também. Uma tia minha que mora nos EUA trazia alguns VHS pra mim antes de lançarem aqui, então, durante toda a minha infância, assisti Aladdin e A Bela e a Fera em inglês! Só fui aprender as letras em português agora, nesse final de ano, por causa da adaptação do musical feita pela minha escolha de dança. Fiquei muito feliz em poder dançar as músicas, pois A Bela e a Fera é meu desenho favorito da Disney. Sempre me identifiquei com Belle, pois sempre fui a "garota bonitinha, mas estranha", que ninguém entendia bem. As pessoas, tanto da família, como colegas de escola, sempre me olharam com certa curiosidade; fosse a respeito da minha maneira de vestir, ou a respeito dos meus gostos musicais, ou a respeito das minha opiniões. E eu queria sempre algo além... " A girl who's strange, but special" - diz a música da abertura. Ah, as músicas! A Bela e a Fera levou o Oscar de melhor canção e melhor trilha instrumental! Sim! E foi o primeiro desenho animado a ser indicado para Melhor Filme.

Quando eu tinha 15 anos, decidi escrever para o compositor das músicas da Disney dos anos 90 para cá: Alan Menken. Escrevi uma carta elogiando seu trabalho, dizendo como o admirava e como essas músicas fazem parte da minha vida. E ele me respondeu! Mandou uma foto autografada, agradecendo pela carta. Alan Menken (compositor de sucesso, como o musical da Broadway Little Shop of Horrors) compôs as músicas de A Pequena Sereia, A Bela e a Fera, Aladdin, Pocahontas, dentre outros clássicos, em parceria com o letrista Howard Ashman. Se vocês conhecem as letras de Ashman em inglês, sabem do que estou falando. Além disso, o cara dirigia as vozes dos personagens e era um "faz tudo" na produção: opinando em todas as áreas!
A dupla perfeita! E o resultado se vê nas canções... Infelizmente, Howard morreu de AIDS antes de poder ver A Bela e a Fera estreiar e fazer enorme sucesso nos cinemas e, depois, na Broadway. No final dos créditos do filme, a equipe escreveu: "To our Friend Howard, who gave a mermaid her voice and a beast his soul, we will be forever grateful. Howard Ashman 1950-1991" (Para o nosso amigo Howard, que deu voz a uma sereia e alma a uma fera")

[alan menken e howard ashman]

[meu autógrafo do Alan Menken!]

A Bela e a Fera, como diz na própria música-tema do filme, é um conto tão velho quanto o próprio tempo e existe em diversas versões, em vários países. Mas a moral da história é sempre a mesma: a beleza está no interior das pessoas. E isto está muito bem representado na animação da Disney, que superou o sucesso de A Pequena Sereia (desenho visto como o retorno de uma Disney antes adormecida na década de 70, pelas fracas animações que vinha lançando nesta década). Acho que todos deveriam, de vez em quando, se deixar levar pela fantasia e assistir.

Para saber mais sobre A Bela e a Fera, clique aqui.

Desejo uma virada de ano maravilhosa para todos! Beijos

3 comentários:

Tuih disse...

Eu acho tão lindo teu blog, tuas fotos...
Tenho menos de 3 meses de aulas e os meus quase 27 anos complicam um pouco, mas continuo firme.
Espero um dia conseguir me apresentar também.
Parabéns!

beijos
Tui

*May Lopes disse...

Tbm amo a bela e a fera!

Bjim!

Fernanda Angeli disse...

Olha eu sou bem suspeita pra falar de musicais, ainda mais da Disney...ano passado assisti A Bela e a Fera aqui em SP e em julho qdo fui passar as férias nos EUA, em um dos parques da Disney eu pude assitir novamente o Musical da Bela e a Fera, que mais uma vez foi maravilhoso e eu sempre morro de chorar!!rs...
Um, beijão!