domingo, 26 de abril de 2009

alongamento

Aula passada foi só de alongamento. Amei! Fiz coisas que nunca tinha feito antes e apesar de ser um pouco medrosa (tenho experiências anteriores de torcicolos por causa da ginástica olímpica e sou muito, muito tensa na cervical), consegui me soltar bem. Eu sou flexível, sempre fui. Só preciso perder de vez o medo e relaxar, porque alongamento é coisa séria. Não se pode fazer toda tensa. E acordei toda dolorida no dia seginte, como se tivesse dançado muito. Não sei por que... Será que alongamento malha? O único exercício que fiz foi o grand batiment...
Alongamento é fundamental para uma bailarina e tento sempre fazer quando estou em casa, vendo TV... Às vezes fico trabalhando muito tempo no computador e lembro de levantar pra alongar as pernas! Se não, só dois dias de ballet na semana não bastam!

domingo, 19 de abril de 2009

Como ainda estou na semana de recuperação por causa dos dois cisos que tirei (minha profa até me ligou, perguntando por que eu tinha faltado! E pensar que em Maio faltarei de novo por ter que tirar mais dois!), estou aproveitando para trabalhar menos e ver mais vídeos de ballet. A Cássia postou no blog dela vários canais de cias de dança no youtube e fui lá dar umas clicadas. Gostei muito desse vídeo, do Royal Opera House:


Através de um dos vídeos, também descobri a história de Isadora Duncan, que foi uma das pioneiras da dança moderna. Aparentemente estão montando um espetáculo de dança sobre ela no Royal Opera House. Para ler sobre ela, clique aqui.

Ah, fiz mais um desenho! Os pés da Alessandra Ferri se alongando. Coisa básica, né? Lindos!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

desenhando ballerinas



quarta-feira, 15 de abril de 2009

Ballet de repertório - Giselle



O segundo ballet que assisti. Baixei várias versões na internet, nenhuma realmente com boa qualidade, infelizmente. Mas como os DVD são sempre muito caros por serem importados... Ainda estou tentando economizar pra ver o ballet de cuba. Ver Giselle ao vivo deve ser maravilhosamente lindo. É dramático, forte, tem um figurino lindíssimo... Adoro as saias usadas pelas willys. Li que o nome dessa saia é "tutu romântico" (saia de bailarina na altura da panturrilha).
Bom, vamos lá:

Ficha:
Música: Adolphe Adam
Libretto: Vernoy de Saint-Georges, Theophil Gotje, Jean Coralli
Coreografia: Jan Coralli, Jules Perro, Marius Petipa
Figurino e cenografia: Laureate of the State
Noite de estréia: 1841, Royal Academy of Music, Paris
Duração: 2 horas e 10 minutos



Texto tirado do Wikipédia:

"No primeiro ato, a aldeã Giselle está apaixonada por Albrecht, um nobre disfarçado de camponês. Quando Giselle descobre a fraude, ela fica inconsolável e morre. No segundo ato, o amor eterno de Giselle por Albrecht, que vem a noite visitar seu túmulo, o salva de ter seu espírito vital tomado pelos willis espectrais, os fantasmas vampíricos de garotas noivas que morreram antes do dia do seu casamento, e sua rainha. Sempre que um homem se aproxima, elas obrigam-no a dançar até a morte. Giselle dança no lugar de Albrecht e, dessa forma, impede que ele chegue à exaustão, quebrando o encanto das willis. No final, ela o perdoa.
[cena da loucura]
[willys, ballet nacional do Canadá]

O poeta romântico Théophile Gautier é o autor do roteiro desse balé.

A versão que vemos hoje não é muito semelhante à original, onde a mais famosa dançarina da época, Fanny Essler tinha cena louca lírica no final do primeiro ato. A morte de Giselle no primeiro ato foi adaptado por um ataque do coração, pois em sua primeira apresentação, Giselle se suicidava com uma espada. Essa primeira versão causou choque na época, por essa razão foi feita a mudança. Giselle saiu do repertório europeu até que foi revivido por Sergei Diaghilev in 1910, uma surpreente mudança de ritmo para o balé russo de vanguarda. O papel de Giselle é um dos mais procurados no balé, já que exige tanto perfeição técnica quanto excelente graça e lirismo. Várias das mais habilidosas dançarinas representaram esse papel incluindo Ana Botafogo, Cecília Kerche, Carlotta Grisi (para quem Théophile Gautier criou o papel), Anna Pavlova, Tamara Karsavina, Cynthia Gregory, Galina Ulanova, Alicia Markova, Beryl Goldwyn, Antoinette Sibley, Margot Fonteyn e Natalia Markarova."

segunda-feira, 13 de abril de 2009

quadro de avisos!

Essa noite sonhei com minha primeira aula de ponta! Lembro que tive medo de subir nela pela primeira vez e torcer o pé! rs

Em função do trabalho no estúdio (books, eventos e mudança de site), não tive tempo para manter o blog essa semana e postar sobre outros ballets de repertório. Mas em breve, voltarei! Estou na luta contra o tempo tentando economizar pra ver Giselle, mas acho que não vai rolar.

Amanhã tirarei dois cisos e ficarei a semana inteira de molho e sem ir ao ballet. =[ Hunf Pelo menos ficarei na sopa e não ganharei kilinhos.

Semana que vem faço um book de uma bailarina! Um dos looks dela vai ser ballerina fashion, seguindo aquele conceito das fotos da VOGUE que postei! Tô ansiosa!

Site novo do Bark Studio: www.barkstudio.net


quarta-feira, 8 de abril de 2009

latest news:

Ballet de cuba se apresentando em Maio. "Giselle". Queria muuuito ir, mas a grana tá curta. E não pago mais meia, né...
>>www.ticketmaster.com<<

Minha profa disse que pretende me botar na ponta em Agosto! Seráaaa?

sábado, 4 de abril de 2009

ballet de repertório I : O Quebra-Nozes (The Nutcracker)

[Royal Ballet]
*Quero guardar as estórias desses ballets nos arquivos do blog e como o Nutcracker foi o primeiro que assisti (e normalmente é o único ballet que os leigos já ouviram falar), decidi que seria o primeiro a ser estudado direitinho e postado.
**Devo ressaltar que todas as infos. são de fonte internética, pois a grana para comprar livros é curta.

A História d´O Quebra-Nozes

Como tudo começou: Em 1891, o Diretório Imperial de São Petersburgo pediu ao compositor Pyotir Ilyich Tchaikovsky que compusesse uma ópera de um ato acoplado com um ballet para uma apresentação durante a temporada. Tchaikovsky sugeriu que a ópera fosse deixada de lado e que ficasse somente o ballet. O Diretório escolheu como enredo a adaptação do francês Alexandre Dumas para a história de E.T.A Hoffman, "O Quebra Nozes e o Rei dos Ratos". Tchaikovsky não gostou do tema proposto, pois achava que este não se encaixaria muito bem no ballet. De fato, O Quebra Nozes era diferente dos outros ballets apresentados na época, com enredos românticos. Quando o ballet foi apresentado, em 1892, não foi bem recebido.

Coreografia: a coreografia original é creditada normalmente a Marius Petipa e seu assistente, Leon Ivanov.

Momento histórico: depois de 50 anos em constante mudança, foi realizado com grandeza em 1954 no New York City Ballet, com coreografia de George Balanchine.

Ato I
*fonte: Wikipédia

O ballet conta uma história onde a fantasia e magia, típicas de um romantismo, contam as aventuras de um quebra-nozes de aparência humana, vestido como um soldado, mas que tem as pernas e a cabeça de tamanho desmensurado. A heroína, Clara, gostava tanto da sua aparência que o pediu como presente de natal ao seu padrinho. Assim o padrinho Herr Dosslmeyer fabricante de relógios disse "Era precisamente para ti", logo em seguida Clara experimenta-o e vê que ele quebra as nozes sempre sem perder o seu sorriso e também com grande eficácia. Seu irmão Fritz, que tinha visto como o quebra-nozes funcionava, também quis usá-lo, mas escolhe as nozes maiores que havia no cesto. Então o quebra-nozes, sendo usado grosseiramente pelo irmão dela, acaba por se quebrar, com vários dentes perdidos e as mandíbulas desencaixadas. Diante das reclamações da pobre Clara, seu pai o juiz Stahlbaun, entrega à filha o seu quebra-nozes como propriedade exclusiva, tendo Fritz que sair para brincar com os seus brinquedos. Logo em seguida Clara pega no chão os dentes do quebra-nozes e o consola abraçando-o em seus braços até ele dormir e Clara também dormir. Com o adormecimento Clara sonha... Clara volta ao esconderijo onde havia colocado o seu quebra-nozes, mas encontra o salão cheio de ratazanas enormes que o seu padrinho Dosselmeyer criou. A casa desapareceu e no lugar onde ficavam os móveis estavam árvores gigantescas. Não foi só isso que mudou; o Quebra-Nozes de Clara agora é um soldado de carne e osso e que tem às suas ordens um pelotão de soldados como ele. Começa uma batalha entre as ratazanas e o pelotão do Quebra-Nozes. Jogando enormes sapatos até às ratazanas, os soldados vencem a batalha, e com isso o rei das ratazanas e também as suas ratazanas fogem rapidamente. O bosque se transforma numa linda estufa de inverno. E o Quebra-Nozes transforma-se num lindo príncipe que leva Clara até o Reino das Neves, onde apresenta ao rei a rainha a menina e dançam juntos. Fim do 1º Acto.
[Bolshoi]

Ato II

No início do 2º acto Clara e o príncipe Quebra-Nozes despedem-se e seguem para o Reino dos Doces pelo Caminho da Limonada, onde pastéis de todos os reinos do mundo dançam com os dois. Depois deste sonho tão mágico e fantástico Clara acorda e percebe que havia sonhado,ficando triste por isso. Deste modo, vai se despedir do padrinho mago, que tinha ido para casa na companhia do sobrinho. Então, para surpresa de Clara, o tal sobrinho é na verdade o príncipe Quebra-Nozes. Assim acaba o 2º Acto.

[Royal Ballet]

[Bolshoi]

sexta-feira, 3 de abril de 2009

tô falando...

O GNT fashion fez uma reportagem sobre a procura de adultos por aulas de ballet. Ontem no telefone com uma amiga que não acreditava que tinha aulas pra adulto e que está louca pra voltar, disse: "menina, você vai achar em um monte de escola! é tendência!" haha
Só não gostei muito porque elas não mostraram cenas de ballet clássico, nem explicaram que o que aparece é contemporâneo.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

ballet fashion


Há algumas estações atrás, o ballet foi tendência fashion e vários editoriais lindos apareceram pelas revistas mundo afora. Como muita gente sabe, eu amo moda e apesar de não trabalhar diretamente com isso hoje em dia (a não ser fotografando book), ainda é uma paixão. Queria postar algumas fotos de capas e editoriais que tenho guardadas. O das meninas orientais é da teen vogue japonesa, se não me engano. Depois vem a foto da atriz Michelle Williams para a Vogue (acho). Tem um lindo da Carol Trentini + os bailarinos do musical Billy Elliot na Boradway; também para a Vogue. As outras são fotos aleatórias que vou achando por aí... enjoy!
*a foto do layout, inclusive, é da Lula Magazine. uma revista francesa liiinda e super feminina, cheia de fotos conceituais e belas.